, ,

Escola Dramática e Musical definiu percurso estratégico

Fundada em 1928, a Escola Dramática e Musical de Milheirós (EDMM), na Maia, está sediada na Rua da Vessada, e apresenta-se como uma associação cultural sem fins lucrativos, articulada com a comunidade.

Desde junho que iniciou funções a nova direção da EDMM, liderada por Manuel Luís Carvalho, um homem da terra sempre ligado à vida ativa da freguesia e que presidiu já à coletividade entre 2000 e 2009. Começou por recentrar os objetivos da instituição, produzindo um documento que determina os princípios orientadores e esclarece o propósito da Escola Dramática, enquanto instituição cultural de utilidade pública, face aos desafios de uma sociedade sempre em mudança.

Novo presidente da EDMM é Manuel Luís Carvalho

De acordo com as palavras de Manuel Luís Carvalho, «o associativismo tem hoje de ser percebido por todos os interlocutores como sendo um agente de desenvolvimento local e social, que contribui através das suas práticas, para melhorar as condições de vida dos indivíduos de um determinado sítio, pois faz com que a troca de experiências e a convivência entre as pessoas se constituam em oportunidade de crescimento e desenvolvimento.

Em seu entender, a diversidade de competências, a singularidade e a criatividade de cada coletividade e outros agentes económicos e sociais da freguesia, devem colocar-se em comum, construindo assim laços solidários de colaboração no interior desta comunidade de Milheirós».

A direção da EDMM aprovou por unanimidade em julho a declaração estratégica da coletividade, que pretende ser o documento orientador para o recentrar da missão da escola sem se desviar, no entanto, dos princípios ilustrados pelos fundadores da instituição e devidamente consagrados nos estatutos.

Potenciar acesso ao ensino artístico

Assim, no âmbito desta declaração estratégica, a EDMM tem por missão potenciar o acesso ao ensino artístico aos cidadãos, ser um espaço de conhecimento, inovação, cultural e criatividade e assegurar um ensino de qualidade, nas áreas de educação musical e das artes performativas, dotando os alunos de formação compatível com o grau de ensino frequentado e de competências a nível dos valores e da cidadania.

A EDMM tem no ativo 586 associados, 200 alunos (crianças e adultos), é membro associado da Federação das Coletividades do Distrito do Porto, da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Moreira da Maia, preparando a sua entrada como sócio da Cruz Vermelha e como parceiro da Associação portuguesa de Famílias Numerosas. Estas são duas instituições com as quais a direção pretende desenvolver ações conjuntas, pois é entendimento mútuo que resultarão em mais-valia para todos os intervenientes.

Bolsa de Mérito Social

A EDMM procura dinamizar o apoio a instituições da freguesia, sendo exemplo para prosseguir o que foi adotado nas celebrações dos 89 anos da instituição – o donativo de todos os participantes de géneros alimentícios para entrega à Conferência Vicentina de Milheirós.

A associação está a preparar ainda uma Bolsa de Mérito Social, o mesmo é dizer um “Presente Solidário” da EDMM para a criança ou jovem que se distinga no percurso escolar ou numa modalidade desportiva.

A atividade deste ano letivo contempla: Educação Musical, Expressões Artísticas; Oficina de Teatro Infantil; Grupo de Teatro “milheiros d’alvura”; Orquestra de Cavaquinhos. As aulas são asseguradas por 14 docentes.

Ao longo deste ano letivo vão abrir mais atividades: Coral infantil; Órfeão; Banda Pop Rock; Cinema Clube.
«A EDMM é atualmente uma resposta social a muitas das necessidades da população, ao promover a convivência, a participação e a integração dos seus associados na vida social da freguesia. Aqui reside a relevância das instituições públicas, nomeadamente a Junta de Freguesia e a Câmara Municipal, apoiarem financeiramente a Escola Dramática», referiu Manuel Luís Carvalho nas cerimónias do aniversário.

No mês de setembro a coletividade promoveu algumas ações para comemorar o seu 89º aniversário, com especial incidência para o dia da coletividade, a 24 de setembro.