,

“O que é feito da maçã de Isaac Newton e o que sabemos dela?”

No próximo dia 6 de janeiro, é inaugurada no Maia Welcome Center, pelas 15h00, a exposição de pintura da autoria de António Carvalho, intitulada “A Gravidade das Coisas”.

A mostra vai estar patente até 28 de janeiro e contempla trabalhos em óleo e em acrílico, numa abordagem ao conceito de dualidade, mostrando que há sempre uma outra interpretação das coisas. António Carvalho é natural de Ovar e frequentou o curso de Desenho Livre da Escola Superior de Belas Artes do Porto.

«O que é feito da maçã de Isaac Newton e o que sabemos dela?», questiona o artista plástico, para de seguida argumentar que há sempre uma outra interpretação das coisas. «O que sabemos nós da maçã que caiu? A forma, a cor ou o gosto que, porventura, poderia ter o fruto pesaram pouco, quase nada, talvez mesmo nada na descoberta daquela lei da Física. Apenas o seu peso físico importou. Assim, também tudo o que nos rodeia tem um peso que não pode ser medido, a não ser pela importância que lhe atribuímos», refere.

Segundo o artista, esta exposição apresenta «uma série de trabalhos que abordam, implicitamente, um conceito de dualidade que é explorado pelo autor: gravidade como força versus gravidade, como o peso que o ser humano concede ao que lhe é dado conhecer».

António Carvalho reside em Ovar e, nos últimos anos, frequentou o curso de Desenho Livre da Escola Superior de Belas Artes do Porto, bem como os ateliês de Ricardo Leite e Mário Vitória. Todavia, António Carvalho considera-se ainda e sempre um autodidata.

Realizou várias exposições individuais em, Ovar, Sertã, Murtosa, Lisboa, Estarreja entre outras. Participou em várias exposições coletivas, nomeadamente na Casa Museu Guerra Junqueiro no Porto.

Angélica Santos