,

PSD vai escolher o líder no dia 13

As eleições diretas, que decorrem no próximo dia 13 de janeiro, encontram os militantes do PSD mobilizados para a eleição do novo Presidente do Partido, Santana Lopes ou Rui Rio.

No total, registam-se 70.385 militantes ativos com quotas pagas, sendo que na Distrital do Porto os militantes ascendem a 13.132.

Na concelhia da Maia, estão aptos a votar 996 militantes. As urnas funcionarão em todo o distrito entre as 14h00 e as 20h00.
Na Maia, o presidente da concelhia, que é também o presidente da Câmara, António Silva Tiago, optou por não declarar apoio público a nenhum dos candidatos.

O mesmo não acontece com alguns dos vereadores do executivo maiato. Paulo Ramalho, vereador da Economia, é um dos principais rostos no movimento de apoio a Rui Rio na Maia, tendo demonstrado essa ligação de forma inequívoca na página nacional da candidatura de Rui Rio, com uma declaração em vídeo.

Aquando da recente visita de Rui Rio à Maia, estiveram também presentes na receção no ISMAI, os vereadores Ana Miguel Vieira de Carvalho e Marta Peneda, além do presidente da Câmara, Silva Tiago.


Presidente da JSD Maia está com Rui Rio

Também o presidente da JSD Maia, Filipe Barros, já declarou publicamente na página Facebook do Movimento Maia com Rui Rio, o seu apoio público e um breve testemunho, onde sublinha que «o partido, bem como o país, precisa de alguém que olhe para os portugueses com a dignidade que eles merecem e que tenha a competência para realizar as reformas que Portugal necessita».

O jovem destaca que é primordial «estabelecer uma ponte intergeracional que permita a afirmação dos jovens no mundo profissional e social. Rui Rio é o único devidamente preparado para estabelecer essa ligação».


Emília Santos e Bragança Fernandes defendem Santana Lopes

Por outro lado, a vice presidente da Câmara da Maia e deputada na Assembleia da República, Emília Santos, declara abertamente o apoio a Pedro Santana Lopes na página online do candidato.

O mesmo acontece com o presidente da Distrital do PSD Porto e presidente da Assembleia Municipal da Maia, Bragança Fernandes. Apesar de ter afirmado no início deste processo que se iria manter neutral como líder da Distrital laranja, sendo Santanista, em termos pessoais, o certo é que o apoio claro de Bragança Fernandes aparece na página de candidatura de Santana Lopes, com um breve depoimento: «o melhor perfil para combater um governo populista e as esquerdas radicais». É identificado como presidente da Distrital do PSD Porto.

A par da escolha entre Santana Lopes ou Rui Rio para a liderança do partido, os militantes irão votar também as listas de delegados ao 37º congresso nacional do PSD.

Por enquanto ainda não se apresentou qualquer lista candidata na concelhia maiata, o que se espera aconteça na próxima semana.
O Congresso do PSD realiza-se de 16 a 18 de fevereiro, no Centro de Congressos de Lisboa, em Belém.

Angélica Santos