,

António Saraiva reconhece no Clube dos Pensadores que o país está a melhorar

O presidente da CIP, António Saraiva, começou por afirmar, no debate no Clube dos Pensadores, no passado dia 15, que o país com o governo de António Costa está com uma condição diferente e encontra-se um pouco melhor.

“Os investimentos estão a ser feitos e estamos a atrair alguns investidores”, referiu, acreditando que, se algumas das reformas políticas forem avante, pode atrair ainda mais.

Saraiva reconhece que os indicadores macro-económicos estão melhores, com o desemprego e a dívida externa a diminuírem. Para o Orçamento de Estado de 2018, a CIP apresenta 14 propostas, que António Saraiva diz serem essenciais para o crescimento sustentado da economia nacional. Destas 14, sintetizou em três medidas muito importantes: «1- Fiscalidade mais simples e capaz de atrair investimento. Reduzir a taxa de IRC regularmente ao longo dos anos; 2- Financiamento e recapitalização empresarial; 3- Qualificação dos recursos humanos com base na produtividade. Medidas que apostem na formação e investimento na requalificação humana».

António Saraiva, quando questionado por Joaquim Jorge que moderou o debate, “se é a favor que as empresas distribuam alguns lucros pelos seus trabalhadores, respondeu que sim, “é uma prática louvável”, que recomenda, pois, é “uma forma de motivar os trabalhadores”.

(A desenvolver na edição em papel do Primeira Mão de 19 de Janeiro de 2018)