,

Maia reforça Inclusão pela Educação

A vontade de fazer cada vez mais e melhor pela Educação das crianças e jovens do concelho da Maia recebeu, recentemente, um novo impulso. É que o município da Maia viu aprovado, pela CCDR-N, o projeto INEDIT. MAIA – Inclusão pela Educação – Investimos em Ti, no âmbito do programa Operacional Regional do Norte “Norte 2020”.

O INEDIT.MAIA estende-se por 36 meses e abrange os alunos da educação pré-escolar, do 1º e do 2º ciclos dos sete agrupamentos escolares do concelho.

Nos próximos meses serão desenvolvidas medidas educativas pedagogicamente adaptadas à realidade e à população escolar maiatas, assentes em metodologias de caráter inovador.

Os objetivos macro do INEDIT.MAIA, que se tornam na grande bandeira para este mandato autárquico, prendem-se com a redução em 10% da taxa de alunos com níveis negativos e na redução na ordem dos 25% da taxa de retenção e desistência dos alunos abrangidos.

“Uma boa parte da exclusão começa na escola, devido a dificuldades de aprendizagem, falta de integração e desinteresse. Vamos aplicar metodologias inovadoras para promover a integração”, explica o presidente da Câmara, António Silva Tiago.

Descobrir +; Participa+; Compreender + e Comunicar + serão as quatro grandes áreas de atuação deste projeto, que pretenderão operar mudanças ao nível da aprendizagem e do fortalecimento das relações escola-família e escola-comunidade.

“Porque só da união de esforços se fazem grandes obras”, reforça Emília Santos, vereadora do pelouro da Educação e Ciência, os agrupamentos de escolas e as associações de pais e encarregados de educação foram vozes consideradas em todo o processo de criação e desenvolvimento da candidatura.

“É com esta rede de parceiros que o município da Maia pretende contribuir para uma melhor educação e integração das crianças e jovens maiatos”, destacou Emília Santos.