,

Ponte 25 de abril e Nacional 14 no centro das críticas do PSD Porto ao governo

Bragança Fernandes

A Distrital do PSD/Porto, dirigida pelo maiato Bragança Fernandes, acusou o PS e os “seus companheiros de route” PCP e BE de não promoverem o investimento público quer a nível distrital quer a nível nacional.

Em comunicado, no último dia 8, os social-democratas referem que a “demonstração das irresponsabilidades políticas” do atual executivo são visíveis, desde logo, pelas “obras urgentes” que são necessárias fazer na Ponte 25 de Abril, em Lisboa.

A revista Visão divulgou a existência de um relatório do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) em que alerta para fissuras na ponte sobre o Tejo e defende obras urgentes.

“Há cerca de dois anos que o projeto está pronto e há cerca de dois anos que aguarda autorização das Finanças, esta ausência de intervenção coloca em perigo as pessoas e bens”, salientou a distrital laranja, liderada pelo antigo presidente da Câmara da Maia, Bragança Fernandes.

O partido salientou ainda que “há muito” que vem alertando para a falta de investimento público em infraestruturas de “elevado relevo” como é o caso do IC35, que é de “extrema importância” para o desenvolvimento de Penafiel ou Marco de Canaveses.

Também a EN14, no eixo Maia, Trofa e Vila Nova de Famalicão, “tarda” prejudicando a economia exportadora da região, entendeu o PSD.
As contas públicas e o défice orçamental são “ilusórios” e “infelizmente” as contas risonhas que o PS apresenta são à custa de falta de investimento público em obras de extrema necessidade não só no distrito do Porto, como nas restantes regiões do país, vincou.