, ,

Banda Marcial de Gueifães vai ter novo fardamento oferecido pela Câmara da Maia

No último fim de semana, integrado nas festas da Senhora da Saúde, a Banda Marcial de Gueifães (BMG) realizou um concerto comemorativo do 181º aniversário. Na ocasião, o presidente da Câmara da Maia, António Silva Tiago deixou uma promessa em jeito de presente: a autarquia vai oferecer um fardamento completamente novo à banda.

João Araújo, presidente da direção da BMG há cerca de 20 anos, adiantou em entrevista ao Primeira Mão que Silva Tiago fez questão de deixar esta promessa no aniversário afirmando a importância de “as coletividades que andam pelo país a representar a Maia se apresentarem dignamente”. A promessa ficou registada, o autarca vai oferecer as fardas aos 65 músicos, o que rondará os 25 mil euros.

João Araújo sublinhou ainda que as fardas serão completamente novas, “desde o desenho dos modelos até à confeção final, pois o presidente pretende que a BMG, embora seja filarmónica, tenha uma apresentação estética mais moderna. Assim irá solicitar a estilistas da Maia que idealizem as fardas”.

É uma oferta que vem mesmo a calhar. O presidente da direção, também ele músico,refere que o grupo pretende enveredar por “outro tipo de espetáculos diferentes daqueles que costumam realizar em romarias”, planeando concertos em salas como o Fórum da Maia e Casa da Música.

Para setembro está já marcado no Fórum um concerto em que o convidado especial será um trompetista da orquestra do Teatro de São Carlos. Também pretendem atuar a pelo menos duas freguesias que tenham auditórios, realizando os chamados filmes-concerto, bem como agendar uma apresentação, pelo menos, na Fundação Gramaxo.

Além da banda, a coletividade tem uma escola de música frequentada por 45 jovens, que tem contado com os apoios da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia. A escola vai servindo para renovar os componentes, quando há necessidade, se bem que a estrutura não tem tido muitas alterações nos últimos dez anos. Ainda assim, “só com a formação de novos valores é possível ter um suporte de renovação”. A escola tem tido grande adesão, ao ponto de o seu espaço já se encontrar bastante saturado e começar a tornar-se pequeno demais.

Com tanta gente nova na banda, quase todos já formados na escola de música, a BMG, regida pelo Maestro Albino Teixeira – que, como começou a tocar na banda aos 10 anos de idade, já tem 40 anos de ligação à estrutura – pretende enveredar por apresentações com reportório mais exigente. Diz João Araújo que é uma forma de desafiar os músicos, para os “manter motivados”.

A autarquia, além do espaço, também concede apoio anual à Banda. Mas a BMG procura realizar atividades durante o ano no sentido de conseguir agregar mais sócios e também algumas verbas para suportar as suas despesas. É o caso da Semana da Música, com concertos diariamente. Na edição passada, revelou João Araújo, “houve 150 empresas a apoiar a iniciativa”.