,

Castelenses contestam a mudança do INEM para a Cidade da Maia

A Freguesia de Castelo da Maia está contra a deslocalização do INEM para o centro da Cidade da Maia. Autarcas e moradores lamentam que a freguesia fique sem o seu “principal meio de socorro à população”.

Manuel Azenha, presidente da Junta emitiu um comunicado que fez circular nas redes sociais, em que lamenta que a Junta de Freguesia do Castelo da Maia, como órgão de “proximidade”, não tenha sido “auscultada “neste processo”, do qual, frisa, “tem dificuldade em compreender “os argumentos” apresentados.

«Se o trânsito e os acessos ao Castelo da Maia via EN14 são um entrave ao socorro das vítimas, depreendemos que o INEM de forma premeditada e consciente poderá negligenciar os Castelenses após a sua mudança de instalações», refere ainda Manuel Azenha.

A Associação de Moradores do Castelo da Maia (AMCM) também emitiu um comunicado, que enviou à nossa redação, em que contesta esta deslocalização do Centro Operacional do INEM do Castelo da Maia para a sede da Cruz Vermelha na Cidade da Maia, situada na Rua da Lage (Vermoim, Cidade da Maia).

«É inegável que esta via tem um volume de tráfego rodoviário superior ao que pode suportar, e que se agravou com a introdução de portagens nas antigas SCUT, fazendo da Maia um concelho cercado por estradas portajadas e vias (pouco) alternativas. Mas quem conhece a localização das novas instalações dificilmente entenderá o argumento apresentado, pois ir-se- à deslocar o INEM para o meio do centro urbano, com congestionamentos diários na Rotunda do Lavrador, na rotunda de Vermoim ou nos acessos à EN14 junto ao Parque Maia. E que terá de enfrentar esse mesmo trânsito sempre que for necessário socorrer a população Castelense», refere a AMCM.

Também os moradores não conseguem perceber os argumentos apresentados para a mudança de instalações do INEM e, pode ainda ler-se no comunicado, «por essa razão,a Direção da Associação de Moradores do Castelo da Maia irá solicitar reuniões com carácter de urgência no sentido de perceber as motivações para esta mudança do Centro Operacional do INEM na Maia e até que ponto será possível reverter tal decisão».