, ,

Open Day na Quinta dos Cónegos a 26 de maio

A Câmara Municipal da Maia adquiriu no final do mandato anterior a Quinta dos Cónegos e todo o seu espólio interior, de elevada qualidade e requinte.

O executivo municipal fez a sua apresentação, após a tomada de posse, na Quinta dos Cónegos, aproveitando para abrir as portas da quinta e da casa mostrando aos munícipes, embora de forma mais restrita, o património que passa a ser do usufruto de todos os maiatos.

Agora, no dia 26 de maio, a autarquia resolveu levar a cabo o Open Day, o mesmo é dizer, um dia aberto à Quinta dos Cónegos para uma mais ampla visita, que será gratuita, mas sujeita a uma inscrição. Esta poderá ser efetuada nos serviços de Turismo ou online no formulário próprio: https://form.jotformeu.com/70915554648364

A Quinta dos Cónegos contempla a «extraordinária casa do século XVIII ao mais puro estilo barroco e de forte influência da escola de Nasoni. Smith (1966), admite inclusive a existência de elementos escultóricos e arquitetónicos do próprio Nasoni (Alves; Barbosa 2016).

A atual construção é situada por alguns autores entre 1727 e 1737, existindo no entanto, a Capela da Sagrada Família do século XVII (1681), adossada à casa principal e com ligação pelo interior.

Ligada desde a sua origem ao Cabido da Sé (Cónegos, irmãos João e Manuel Pinheiro de Aragão), desempenhou essencialmente função residencial de descanso e veraneio.

Em meados do século XX e já na posse do Dr. Sobral Mendes, proprietário das Minas de S. Pedro da Cova, que sofre importantes alterações, sendo a sua estrutura restaurada e ampliada obtendo a atual configuração».

Em 1992, sofre um incêndio que devasta por completo a casa, deixando apenas a Capela sem grandes danos. Na altura foi adquirida pela Fundação Ricardo Espírito Santo, que obedecendo ao projeto de arquitetura e decoração do Arq.º António Pinto Leite, ajudado pela dedicada colaboração dos Arq.º Pais de Figueiredo e Eng.º Santos Farinha, procedeu à sua integral recuperação, mantendo fielmente a arquitetura e decoração prévia.

A Quinta dos Cónegos recuperou assim a sua vertente habitacional e social, acolhendo ações de formação, venda de coleções da Fundação Espírito Santo e servindo de alojamento a clientes de referência.

Foi recentemente adquirida pela Câmara Municipal da Maia, que resolveu fazer dela um espaço para receções oficiais e espaço de acolhimento de convidados de honra.