A PSP vai destruir 9 mil armas

Durante o Dia Internacional da Destruição de Armas, a 9 de julho, a PSP (Polícia de Segurança Pública) vai destruir 9 mil armas.

A PSP vai destruir 9 mil armas que foram declaradas como perdidas a favor do Estado. As armas foram apreendidas pela PSP e pelas outras autoridades policiais. A Polícia de Segurança Pública adere a este evento mundial, outra vez, no âmbito das suas competências de controlo e supervisão de armas e munições.

A PSP confirmou que as armas seriam inúteis para a atividade operacional, formativa, cultural, ou para outras forças de segurança, por isso o seu Diretor Nacional considerou que seria adequada a destruição das mesmas.
A destruição das armas realiza-se na empresa Trauncates, na rua da Serra 300, em Folgosa- Maia, ato em que estará presente a Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna.

No dia 9 de julho, agências das Nações Unidas, ONG`s e governos de todo o mundo levam a cabo ações semelhantes, onde destroem armas, na ideia de que “Cada Arma Destruída Não Pode Ser Usada Para Matar, Ferir ou Intimidar”.

Este evento pretende chamar a atenção do mundo, dos meios de comunicação e dos cidadãos para o problema da necessidade do controlo de Armas pelas Autoridades.