, ,

Conselho da Educação cria dois novos grupos de trabalho

Depois de no início do mês ter apresentado o Masterplan Educação 2018/19, a vereadora da Educação e Ciência da Câmara Municipal da Maia liderou o Conselho da Educação, com a abertura presidida pelo presidente da Câmara Municipal, António Silva Tiago.

A reunião de conselheiros da área de Educação decorreu na Quinta dos Cónegos, no passado dia 17, a que se seguiu uma visita às instalações. De resto, Silva Tiago salientou neste encontro que o espaço foi adquirido pela Câmara Municipal no final do anterior mandato precisamente para que se torne um equipamento de usufruto pelos maiatos.

O facto de o encontro realizar-se na Quinta dos Cónegos atesta a importância dada à área educativa e seus atores, bem como à abrangência de intervenções que se pretendem para este espaço de enorme qualidade, referiu ainda o autarca, aproveitando para solicitar que todos os presentes contribuam com sugestões para a melhoria da utilização da Quinta dos Cónegos.

Silva Tiago agradeceu o trabalho que a vereadora Emília Santos tem liderado com toda a equipa de colaboradores na área da Educação e demais intervenientes nestas cimeiras e em todos os agrupamentos escolares, dando assim “corpo à estratégia autárquica de valorização da Educação, tornando-a um desígnio da atuação política municipal maiata”.

Otimizar, inovar e envolver

Na reunião, Emília Santos voltou a apresentar aos diretores de agrupamentos escolares e representantes de outras instituições, como a Fapemaia, Centro de Emprego, Segurança Social e forças de segurança, os grandes eixos do Masterplan para o próximo ano letivo: otimizar, inovar e envolver. A finalidade é ter na Maia uma Educação de Futuro, ou a que alguns chamam a Educação do século XXI.

Destaque para Educação Especial e ensino profissional

Deste Conselho fica a novidade de criação de dois grupos de trabalho, um para analisar a Educação Especial e outro para estudar ofertas de ensino profissional no concelho.

A ideia dos grupos foi da vereadora Emília Santos, sendo que para o primeiro grupo foram chamados a aderir um representante de uma agrupamento escolar, Fapemaia, Segurança Social e um representante da área da Saúde. Para o segundo grupo de trabalho foram chamados um representante de um agrupamento escolar, do Centro de Emprego, Fapemaia. Além disso, a Câmara Municipal da Maia estará representada nos dois grupos.

Emília Santos considera importante aprofundar a qualidade do Ensino Especial na Maia e criar novas ofertas de ensino profissional no concelho, tendo em conta as novas exigências da comunidade escolar e do mercado de trabalho.

Desafio de inovar na Educação na Maia

Recordando o Masterplan para o próximo ano letivo, a vereadora da Educação referiu que o eixo mais exigente do plano é o “inovar”, tendo em conta a vanguarda do município nesta área há vários anos.

Quando se refere este eixo “Inovar”, a autarquia empreende iniciativas como: atividades de animação e apoio à família na educação pré escolar, com a criação de 5 oficinas diárias: “Faz&Conta/playEnglish/PlenaMente/Musicalidades/Cria&Explora”; atividades de enriquecimento curricular com nova roupagem: “Atividade Física e Desportiva| A Mexer, TIC| A pensar em Tic, Agir|Para mudar o mundo, Artes|Experiment’arte!”, filosofia para crianças e ciências experimentais; a implementação de um laboratório de ciência (LABS) na Quinta da Gruta, para dar corpo ao projeto Maia, crescer com a ciência; as refeições saudáveis, Programas de saúde escolar para o pré-escolar, 1º, 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico; programa de educação + especial, voltado para a inclusão das crianças com NEE; o SUPERTABi Maia “Salas do futuro”: um projeto piloto que irá ser implementado numa turma de 3º ano de todos os agrupamentos de escola.