,

Protocolo com Associação dos Antigos Alunos da Escola de Pedras Rubras

No dia 22 de julho, foi inaugurada a requalificação da Escola Primária de Pedras Rubras, que passa a albergar a sede da Associação dos Antigos Alunos da Escola de Pedras Rubras (AAAEPR).

Com a presença do presidente da Junta de Moreira, Carlos Moreira, do presidente da Assembleia Municipal, Bragança Fernandes, entre outros convidados, o presidente da Câmara da Maia, António Silva Tiago, saudou todos os presentes e firmou o protocolo com a AAAEPR.

O autarca maiato referiu acalentar a “firme convicção, que esta obra cujo custo total ascendeu a quase 176 mil euros, valor em que a Câmara Municipal comparticipou com o montante de 158 mil euros, valerá pelo mérito da sua ação cultural, social, formativa e recreativa, justificando plenamente cada cêntimo aqui investido, pelos contributos que dará para o reforço dos sentimentos de identidade de lugar, para o robustecimento da pertença cultural e para a coesão social”.

Silva Tiago enalteceu “a generosidade e espírito de doação cívica, das pessoas que abraçaram este projeto e levaram por diante, a missão de dar uma nova vida a esta que foi e será sempre a sua escola.

Confesso que me sensibiliza de modo muito particular, não apenas o rigor e a exigência com que se empenharam para concretizar esta feliz Associação e se dispuseram a cooperar proativamente com a Câmara Municipal, mas mais do que isso, sensibiliza-me o facto de elegerem como valores estruturantes do vosso impulso agregador de boas vontades, a gratidão, o respeito à memória coletiva e a partilha fraterna e amiga, da história do caminho das aprendizagens que todos aqui percorreram”.

Escola renovada acolhe escola de formação do futuro

O presidente da Câmara salientou ainda o papel que teve a vereadora do Pelouro da Educação, Emília Santos, nesta concretização, onde “se empenhou de forma muito determinada, para que dentro de dias, aqui seja instalada uma sala de aulas do futuro, modernamente equipada com tablets e um mobiliário modular que pode ser fácil e rapidamente agrupado em formulações ajustadas aos conteúdos pedagógicos lecionados em cada momento”.

Neste novo espaço irá funcionar, adiantou o autarca, “um espaço interativo e equipado com tecnologia de última geração, onde professores oriundos da região virão adquirir formação e competências para lecionar na escola do futuro”.

E prosseguiu afirmando que a AAAEPR ficará, “umbilicalmente ligada à mudança do paradigma da educação que a Maia já abraçou, de entrar na era da transformação digital e passar do modelo clássico do ensino expositivo ao modelo pedagógico da partilha da experiência e da solidez do aprender fazendo.

Por um lado, será lugar de encontro, de diálogo social e de tertúlia cultural, mas será simultaneamente lugar de transmissão de conhecimento e de formação, fazendo jus à memória deste espaço”.

No que respeita à parte social da obra, António Silva Tiago felicitou a associação pelo “sentido de responsabilidade social, ao quererem abrir este espaço tranquilo e seguro, às famílias de menores recursos económicos, para que tenham aqui um lugar, onde a preços socialmente aceitáveis possam celebrar as efemérides que assinalam o nascimento dos seus filhos.

Só cidadãos generosos e imbuídos de um forte sentido cívico e humanitário, são capazes de percecionar, que a criação de uma instituição da natureza da vossa Associação, deve estar ao serviço de toda a comunidade envolvente, de forma inclusiva e intergeracional, e tendo o bem-comum como seu fim último”.
Concluiu referindo que a sua “confiança no sucesso do projeto é total”.