,

Mulher violada junto à estação de metro Parque Maia

Uma mulher de 49 anos alega ter sido agredida e violada depois de ter acabado de sair do metro, na estação do Parque da Maia, esta quarta-feira de madrugada, antes da 1h30, hora a que foi dado o alerta.

Terá sido atacada por dois homens que a deixaram sem hipótese de reação e depois arrastada até uma área isolada e violada pelos indivíduos, que depois de cometerem a violação a abandonaram e fugiram do local.

A vítima correu depois para as imediações do metro, onde pediu socorro a um homem que passava e que viria a dar o alerta às autoridades através do 112.

O caso foi comunicado à PSP, mas a Polícia Judiciária do Porto foi depois acionada e assumiu a investigação.

O INEM foi chamado ao local para socorrer a vítima, que não apresentava lesões graves visíveis. A vítima foi depois transportada ao Hospital de São João, no Porto, sendo submetida a diversos exames médicos, que poderão ser essenciais no desenrolar da investigação.

A mulher, que regressava a casa depois de um dia de trabalho, descreveu à PSP o que lhe terá acontecido descrevendo que foi agarrada pelos braços, de forma a não conseguir resistir, e que um dos homens lhe tapou a boca para não gritar.

Ainda pensou que se trataria de um assalto, mas que acabou por ser violada em plena urbanização Novo Rumo, mas confirmou que nenhum pertence lhe foi roubado.