, ,

Atlética de Águas Santas dinamiza a formação desportiva de muitos jovens

A Associação Atlética de Águas Santas foi fundada em novembro de 1962 e é, desde o início deste ano, liderada por Leal Martins, que já trabalhava na anterior direção, onde desempenhou a função de vice presidente.

“Muita dedicação e algum suporte financeiro, no que, felizmente, a Câmara Municipal da Maia tem apoiado”, são os grandes focos do trabalho de gestão, refere Leal Martins, que acrescenta que a associação tem conseguido “manter um nível de competitividade bastante razoável, se excluirmos os principais clubes, Benfica, Porto e Sporting, que estão noutro nível em qualquer modalidade, digamos, que estamos na segunda linha do andebol”.

Já no âmbito da formação, a Atlética está na primeira linha, sendo notório que muitos pais querem ver os seus filhos ingressar na associação, sublinha Leal Martins: “é gratificante ouvir de alguns que já saíram para outros clubes, dizerem que recordam com muita saudade a forma cuidada como eram tratados na Atlética”.

O apoio aos jovens atletas passa por ter um sala de estudo, onde a associação colocou alguns computadores, ou ainda um psicólogo que dá apoio aos jovens atletas, que possam ter problemas escolares, familiares ou pessoais para ultrapassar e ficarem com motivação especialmente dedicada ao desporto.

A sede e pavilhão da associação já começa a ser uma casa pequena para a coletividade. Leal Martins refere que existe um espaço lateral, que serve de espaço de treino para os mais pequenos, que não necessitam de ocupar todo o pavilhão principal, libertando assim espaço para os juniores, juvenis e seniores. O que acontece é que só pode funcionar quando está bom tempo ou não chove. Por isso, um dos anseios da associação é conseguir realizar a cobertura desse espaço e fazer um melhor aproveitamento da área.

“O sonho faz-se sonhando e caminhando”, defende o presidente da direção, que encara a gestão da coletividade com cautela, precisando primeiro de conseguir apoios necessários, antes de avançar com qualquer obra. E o certo é que se torna necessário reformular toda a instalação elétrica e mudar para lâmpadas led, por serem mais económicas.

Existe ainda a necessidade de tornar o pavilhão mais funcional, mudando a entrada com um acesso lateral e um corredor, mas Leal Martins não prevê que este tipo de intervenções possam ser concretizadas no atual mandato de dois anos. “O mandato é curto e ainda não reunimos as verbas necessárias”, justificou, defendendo que os mandatos deverão ser de quatro anos para que uma direção possa consolidar um projeto.

A Associação Atlética de Águas Santas tem cerca de 170 atletas de andebol com todos os escalões a começar aos seis anos de idade. Reúne perto de 500 associados desde 1962, que se entusiasmam pelo brilho de títulos nacionais já conquistados.

A AA Águas Santas já conquistou títulos nacionais por três vezes em Seniores: 3ª Divisão (1995/96), 2ª Divisão (1998/99) e Taça de Portugal (2001/02).

Na formação, a Atlética já atingiu 11 títulos nacionais. Em Infantis o clube foi seis vezes campeão nacional, em Iniciados, três vezes, em Juvenis, duas vezes.

Só na época 2015/16 o clube conquistou três títulos nacionais e um 2º lugar dos Juniores. De resto, os Juniores já foram quatro vezes vice campeões nacionais nas duas últimas épocas tendo terminado em igualdade pontual com o vencedor, perdendo o título nacional por diferença de golos.
O atual plantel dos seniores é constituído por 20 atletas com média de idades de 23 anos e é de salientar os sete atletas ainda com idade de Júnior, cinco com idade Sénior e que ascendem da formação do próprio clube.

Não tendo a freguesia de Águas Santas um parque industrial, a associação não reúne grande número de patrocinadores, salientando Leal Martins a importância de contar com os apoios da Milaneza, Irmãos Moreira e Vitalis, que tornam possível manter a equipa.