,

Líder da JP Maia defende taxa turística

No passado dia 11, decorreu em Águas Santas a segunda sessão descentralizada do Conselho Municipal de Juventude (CMJ), tendo a Juventude Popular da Maia marcado presença e apresentado uma proposta na sessão.

O presidente da concelhia da JP Maia, Hugo Maciel, apresentou uma proposta que consiste na criação de uma Taxa Municipal Turística. Nas palavras do dirigente, “esta taxa de 1% a 1,5% seria aplicada no sector da hotelaria, sendo cobrada a todos os turistas que pernoitem na Maia, com o intuito de reforçar ainda mais as verbas disponíveis para apoiar as coletividades que trabalham diretamente com jovens”.

Acrescentou ainda que “a taxa poderá ser também muito útil para a realização de atividades de maior envergadura para a juventude e que possam atrair muitos mais jovens”. Terminou reforçando a importância desta taxa “que pode assim contribuir para a construção de mais e melhores infraestruturas, dedicadas exclusivamente à juventude”.

No final da sessão do CMJ, Hugo Maciel referiu que “na JP Maia, se acredita na importância que esta taxa terá para a futura geração de jovens do nosso concelho”. Finalizou, classificando a taxa, como uma “taxa saudável”, na medida em que “nenhum maiato irá sofrer o impacto no seu bolso com esta taxa, porque esta se destina apenas a turistas”.