As estrelas da Casa da Calçada em destaque na Rádio 5

As estrelas da Casa da Calçada estiveram em destaque na Rádio 5, no último fim de semana.

A Casa da Calçada é sem qualquer sombra de dúvida, um dos hotéis de charme mais conceituados de Portugal, não apenas pela relevância patrimonial do edificado onde está instalado, mas por todo o contexto histórico-cultural onde se situa, precisamente o centro histórico de Amarante.

Na última edição do programa Praça da Liberdade, Victor Dias e Ana Margarida Rouxinol, conduziram uma entrevista no modelo “cross-fire”, em que foram protagonistas Tiago Bonito, o famoso chef guardião das estrelas Michelin que o reputado restaurante Largo do Paço conquistou e mantém desde 2004 e Manuel Leite, subdiretor daquela unidade hoteleira.

A conversa com Tiago Bonito, uma das estrelas que se soma às outras, as estrelas Michelin, foi suculenta quer do ponto de vista das histórias que o Mestre foi desfiando, como no que respeitou à revelação de alguns segredos que explicam o sucesso do emblemático restaurante Largo do Paço.

A entrevista ao grande Chef responsável por cuidar das estrelas Michelin, começou com uma pergunta lançada por Ana Margarida Rouxinol que interpelou o timoneiro da cozinha do Largo do Paço, sobre o significado que tinha para ele o facto do principal restaurante da Casa da Calçada ser detentor das cobiçadas estrelas que são assim uma espécie de “Óscares” da restauração mundial.

Tiago Bonito, homem afável, de verbo fácil e linguagem simples, qualidades que fazem dele um comunicador nato, fez questão de partilhar os méritos das estrelas Michelin com toda a sua equipa constituída por 13 pessoas, afirmando: “…eu sou assim como um treinador, dou as diretrizes e procuro assegurar-me que a qualidade dos pratos é consistente. Todos os pratos que saem da nossa cozinha têm de ser todos bons, sempre todos bons…”.

No decorrer da conversa, animada e sempre muito interessante, Tiago Bonito revelou que o seu trabalho não se circunscreve ao que se confeciona na cozinha, referindo que a seleção dos produtos requer algum trabalho a montante. Entusiasmado explicou que a escolha dos fornecedores era muito criteriosa, levando-o a manter uma ligação próxima com pescadores em Angeiras, para ter sempre peixe e mariscos da melhor qualidade, com agricultores em Marco de Canaveses, para garantir legumes e hortaliças de primeiríssima escolha e produtores de carne de excelente qualidade.

Questionado sobre a importância dos vinhos no “casamento” com os vários menus e pratos que integram a sua ementa, referiu que pontualmente pode ir uma ou outra vez à sala aconselhar um vinho que se adeque melhor a um ou outro prato, mas que o restaurante conta com um profissional especializado para o efeito, afirmando: “… o nosso SOMMELIER é o profissional indicado para aconselhar os melhores vinhos…”.

A respeito da formação da sua equipa, quis sublinhar que a criação de novos menus ou pratos é um processo muito partilhado com todos os seus colaboradores por forma a que todos estejam plenamente capacitados para prestar qualquer informação ao cliente à mesa, quer no que diz respeito aos ingredientes utilizados, como no que se refere ao processo de confeção. O chef Bonito disse sobre esse aspeto: “…quando um prato é levado à mesa, o cliente tem acesso à informação essencial sobre o que vai comer, desde os condimentos à forma de confeção, incluindo também os ingredientes principais… e esse momento acontece num ritual muito natural que faz parte da nossa maneira de servir os nossos clientes…”.

Tiago Bonito, Mestre e artista da gastronomia que é património regional e nacional, assina inúmeros pratos de sua autoria, nos quais dá largas à sua imaginação criativa para deleite dos seus clientes, a quem proporciona verdadeiros festins à mesa, com vinhos e espumantes produzidos na quinta privativa da Casa da Calçada, mas também acompanhados com excelentes vinhos do Douro, Alentejo e de outras regiões demarcadas de Portugal, numa seleção primorosa que integra uma carta de escolhas muito criteriosas.

Já na ponta final do programa, a conversa centrou-se mais na pessoa do subdiretor da Casa da Calçada, Manuel Leite, que teve oportunidade de referir a importância do restaurante Largo do Paço e das suas estrelas Michelin, embora tenha igualmente salientado o facto da unidade de charme reunir as condições imprescindíveis para estar presente na rede mundial da Associação Relais & Chateaux.

Manuel Leite frisou que na Casa da Calçada o que pontua na fidelização dos clientes é todo um mix de fatores que proporcionam às pessoas a vivência de experiências invulgares num ambiente acolhedor, requintado e confortável. Acrescentou ainda que: “…a simpatia da nossa equipa, a competência profissional e a exigência de qualidade superior que colocamos em tudo que fazemos é garantia de que, aqui a experiência vivida, é sempre positiva e memorável…”.

O responsável referiu ainda a localização privilegiada do hotel, a pouco mais de meia-hora do Porto e do aeroporto, assim como a sua proximidade com o Douro, além do seu enquadramento geográfico num território de paisagem natural extraordinária e a sua integração na Rota do Românico.

A Rádio 5, a pedido de variadíssimos ouvintes, vai repor esta Praça da Liberdade no próximo dia 1 de Dezembro, entre as 13H00 e as 14H00, em 89.0 e 88.4 fm.