,

António Silva Tiago completou um ano de mandato com a Maia em primeiro

O executivo municipal presidido por António Silva Tiago completou a 26 de outubro o seu primeiro ano de mandato.

O autarca considera que se tratou de “um ano de intenso trabalho repleto de realizações, que se alinham no sentido de um futuro de confiança”.

Em nota à imprensa, António Silva Tiago fez notar que “este primeiro ano foi na verdade muito exigente. Quer o executivo municipal a que me honro de presidir, como toda a comunidade de trabalho que corporiza o município, têm-se mantido muito focados em concretizar todo um programa que abarca vários planos e inúmeros projetos que no seu todo correspondem à visão estratégica que temos para o desenvolvimento integralmente sustentável da comunidade.

Verifico quotidianamente que as senhoras e senhores vereadores, assim como imensos técnicos e funcionários do município se empenham e dedicam muito para além daquilo que lhes seria exigível no âmbito das suas missões”.

Mas acima de tudo, frisou o edil, “noto que o fazem com elevado sentido de dever e brio profissional. E eu, enquanto presidente da Câmara Municipal e líder da comunidade concelhia da Maia estou-lhes grato por isso e quero expressar publicamente o meu apreço por essa entrega.

A construção de um futuro de confiança e de uma comunidade realizada e feliz precisa de liderança e visão estratégica, mas não é um desígnio exclusivo do executivo e do seu presidente, pelo contrário, é uma missão que cabe a toda a comunidade, porque a todos diz respeito…”

Como a ação também se mede em obras feitas ou em execução, António Silva Tiago destaca os empreendimentos concluídos e em fase de conclusão neste primeiro ano de mandato.

Empreendimentos concluídos:

– Inauguração das obras de reabilitação e de ampliação da escola do EB1/JI de Ferreiró;
– Inauguração das obras de renovação e beneficiação da antiga escola primária de Pedras Rubras;
– Inauguração da obra de reformulação urbanística do Parque da Cidade Desportiva da Maia.

Empreendimentos em fase de finalização:

– Construção do Eco-Caminho – Troço entre as Vias Paralelas e Estação de Metro de Mandim;
– Pavilhão Municipal de Pedrouços.

Empreendimentos em curso:

– Requalificação da Escola do EB2,3 de Gueifães;
– Requalificação da Escola do EB2,3 de Gonçalo Mendes da Maia;
– Casa da Música de Moreira.

Neste primeiro ano de mandato existem ainda em fase de adjudicação alguns empreendimentos que são de grande importância para o município, designadamente duas escolas. É o caso da requalificação da Escola do EBS Dr Vieira de Carvalho e da Escola do EB1 de Moutidos.

Outros projetos em adjudicação são:

– Rede Ciclável e melhoria das condições de coexistência dos modos suaves;
– Reabilitação dos espaços públicos do Empreendimento de Habitação Social do Sobreiro;
– Reabilitação Urbana da praça do 5 de Outubro, no Castêlo da Maia;
– Medidas de Eficiência Energética nos Complexos de Piscinas Municipais;
– Programa de alteração de Iluminação Interior de edifícios municipais utilizando tecnologias em LED;
– Reperfilamento da Avenida de D. Mendo (ex- EN 13).

Marcos de relevo

De entre as várias realizações dignas de destaque, pelo significado que adquirem para a comunidade concelhia, o presidente da Câmara, sublinha como marcos de relevo deste balanço, as que efetivamente têm mantido a Maia em primeiro.

• dez/17 – Protocolo com o ICBAS: instalação de um Centro de Investigação em Ciência Animal

• jan/18 – Apresentação do programa “Maia Living Lab”

• jan/18 – Apresentação do “Centro Documental e de Interpretação Urbana João Álvaro Rocha”

• jan/18 – Distribuição de Manuais Digitais: este ano foram incluídos os Alunos do Pré-Escolar

– Lançamento do programa “INEDIT.MAIA” (duração de 3 anos) que tem em vista a redução da taxa de alunos com níveis negativos

– Abertura de concurso pelos SMEAS para a “gestão da eficiência hídrica no sistema de abastecimento de água no Município” que visa a redução drástica das perdas de água, bem como de instalação de equipamentos de telemetria

• fev/18 – Submissão ao Conselho Metropolitano do Porto de proposta com vista à inclusão do troço Ermesinde – Águas Santas e Arroteia com ligação à Asprela da Linha de Leixões nas negociações em curso com a CP para a reativação do serviço de passageiros

• mar/18 – Acolhimento e organização da Assembleia Geral do Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular

• abr/18 – Visita do Senhor Presidente da República aquando da II Semana Intercultural Maiata

• jul/18 – Celebração de Protocolo com a Farmacêutica “Bial” e o “IPATIMUP” com vista à constituição do “Laboratório Aberto de Biologia e Saúde da Maia (LABS – Maia)

• set/18 – Protocolo com a “Cruz vermelha”: Construção de Unidade de Cuidados Continuados

• set/18 – Realização do “SUPERTABI” – Encontro de Inovação Pedagógica
.

• set/18 – Atribuição de uniforme aos Alunos do Pré-escolar da Rede Pública

– Nova Estrutura Orgânica do Município

– Implementação de Laboratórios Vivos para a Descarbonização

– Novos Acordos de Execução com as Juntas de Freguesia

– Abertura do processo de revisão do Plano Diretor Municipal

– Programa de aquisição de Moinhos no Rio Leça.

Território magnético

O edil maiato fez ainda notar que a “Maia é um território magnético que continua a exercer uma força atrativa alicerçada em atributos que as pessoas continuam a valorizar sobremaneira como o desígnio de ter na comunidade uma educação de excelência, tranquilidade, paz e coesão social, boas possibilidades de praticar exercício físico e desporto num amplo parque desportivo municipal.

Ainda uma grande oferta cultural nos diversos equipamentos municipais destinados à fruição intelectual e ao recreio, generosos espaços verdes, jardins e parques, uma eficiente e harmoniosa gestão ambiental com indicadores ao melhor nível da Europa, boas condições para o empreendedorismo e investimento económico produtivo gerador de riqueza e criador de emprego qualificado e melhor remunerado, assim como uma rede de acessibilidades rodoviárias e de transportes que concorrem para um mix de fatores que confirmam o seu peculiar desempenho ao nível das políticas autárquicas no contexto regional e nacional”.

Confirmam esta evidência os indicadores publicados por diversas entidades independentes. São indicadores que espelham de forma muito clara o “dinamismo de uma Maia que neste último ano se adensou no seu magnetismo humano, social e económico, num equilíbrio harmonioso destes 3 fatores essenciais ao seu desenvolvimento integralmente sustentável, base fundamental para o futuro de confiança que está a caminho”.

Atividade empresarial

O presidente da Câmara coloca também o foco das suas atenções na atividade empresarial. E neste ano em que está a dirigir os destinos do concelho, observa as 551 empresas instaladas na Maia. Ou seja, 1,5 empresas por dia de calendário ou mais de duas por dia útil.

Empresas/investimentos mais relevantes:

• PROZIS, com investimento de 15 milhões de euros e a criação de mais de 1 000 postos de trabalho;
• SONAE, com investimento de 11 milhões de euros e a criação de cerca de 650 postos de trabalho;
• Expansão da SISMA, com a criação de mais 30 postos de trabalho;
• Expansão da EFACEC, com criação de unidade de mobilidade elétrica, que pretende contratar 750 novos colaboradores (sobretudo quadros altamente qualificados);
• Novas instalações da AZUREA;
• COMPTA, com a criação de cerca de 30 postos de trabalho no TecMaia;
• Expansão da Ficocables;
• Expansão da Infineon, com mais de 350 postos de trabalho;
• Instalação do Grupo PRESTO (empresa francesa) em Folgosa, com investimento na ordem dos 1,5 M € e a criação de cerca de 30 postos de trabalho;
• Instalação do Generix Group (grupo francês) no TecMaia e a criação de cerca de 30 postos de trabalho altamente qualificados;
• Projetos em construção (fase de obra e/ou projeto) com cerca de 35 000 m2 de escritórios / serviços no TecMaia, com mais de 80% da área já colocada;
• Aumento da oferta de edifícios de habitação (como “resposta” ao facto de a Maia ter ganho no último ano mais população do que toda a Área Metropolitana junta).

Processos em acompanhamento

Até setembro deste ano, foram registados 103 processos de intenção de investimento que se encontram em acompanhamento pelo Maia Go. Destes projetos, mantêm-se o destaque na área da Indústria e Logística (33,98%), apesar de se registar uma redução face a 2017.

De seguida, encontram-se as intenções de investimento na criação de espaços de escritórios para empresas (24,27%), registando um aumento face a 2017, habitação (19,42%) que regista um significativo crescimento de intenções de investimento, Turismo e Residências de Estudantes (6,80%), Saúde e Residências Seniores (5,83%), Retalho (2,91%), Formação e Educação 82,91%), Agroalimentar (1,94%) e Comércio e Restauração (1,94%).

Cerca de metade das intenções de investimento registadas nos primeiros nove meses de 2018, têm origem em capital estrangeiro, registando-se assim um aumento da atratividade da Maia junto do mercado internacional.

Concretizando-se todas as intenções de investimento que se encontram a ser acompanhadas, será captado para a Maia um investimento total de cerca de 500 milhões de euros que se traduzirão em mais de 6 500 postos de trabalho diretos.

Dados a reter da atividade empresarial no concelho:

Empresas no concelho: mais de 9 000 com sede no concelho a que se juntarão cerca de 2 500 (número estimado) cá instaladas, mas com sede noutros concelhos e/ou países. Existem ainda cerca de 6 000 Empresários em Nome Individual.

Volume de negócios das empresas da Maia: 6,3 mil milhões de euros.

Exportações: 1,8 mil milhões de euros.

Postos de trabalho das empresas da Maia: mais de 50 000.

Desemprego entre Outubro de 2017 e Julho de 2018: neste período, o número de inscritos no IEFP desceu 27,71%. No mesmo período, Portugal registou uma redução de 23,47% e o Norte de 24,85%.