,

Há mais de 1300 crianças da Maia no estudo Geração 21

Mais de oito mil crianças, entre as quais várias centenas do concelho da Maia, estão a ser seguidas por investigadores do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto, no âmbito do Projeto Geração 21 (G21).

O Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto tem em pleno funcionamento um programa de investigação em Saúde Pública, que segue crianças desde o primeiro dia de vida até à idade adulta, já lá vão 13 anos.

Em 2005 começou esta intervenção e os participantes têm agora 13 anos. Os dados recolhidos estão a ajudar a produzir conhecimento indispensável para re­tratar a realidade da saúde em Portugal, projetar o seu futuro e fundamentar decisões em políticas de saúde.

A Câmara Municipal da Maia é um dos parceiros do projeto, colaborando com os investigadores através de diversos meios, principalmente no seu trabalho de acompanhamento das cerca de 1300 crianças maiatas que estão a ser seguidas nesta coorte (estrutura de investigação muito complexa) de 8647 indivíduos.

Trata-se de um estudo inovador, o primeiro deste tipo a ser realizado em Portugal, cuja criação teve por base o objetivo de identificar características da gravidez e da infância que se relacionem com o desenvolvimento e estado de saúde nas fases subsequentes da vida.