Moção de apoio aos trabalhadores da Fico Cables aprovada por unanimidade

O Bloco de Esquerda apresentou à Assembleia Municipal de 17 de dezembro uma moção de solidariedade e apoio aos trabalhadores da Fico Cables, que estão em luta por melhores salários, melhores condições de trabalho, contra a discriminação e a precariedade laboral.

A empresa, sediada na Rua do Cavaco, Freguesia da Cidade da Maia, tem ao seu serviço mais de 1000 trabalhadores, que, ao longo do mês de dezembro, realizaram greve parcial ao trabalho e às horas extraordinárias.

Dirigentes concelhios e distritais do Bloco de Esquerda, bem como os deputados José Soeiro e Fernando Barbosa, estiveram com os grevistas ao longo dos vários dias de greve. O BE referiu na moção que se deparou com «trabalhadores dececionados e frustrados pela posição intransigente da Adminstração da empresa, que acusam de não os respeitar nem querer negociar».

O BE reconhece a importância de ter empresas como esta sediadas no concelho, «pelo seu papel na criação de emprego e riqueza, e reclama, por isso, uma maior responsabilidade política por parte da Câmara e Assembleia Municipal, no sentido de acompanhar este conflito laboral e apelar ao diálogo e à negociação coletiva entre trabalhadores e a empresa do grupo FICOSA, cujo lema é ‘o êxito ao longo da nossa história não teria sido possível sem a nossa gente’».

A moção apresentada pelo Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda foi aprovada por unanimidade pela Assembleia Municipal da Maia e será enviada à Fico Cables, à Câmara Municipal, à ACT e aos representantes sindicais.