,

Maia apoia Luís Pedro Martins para a Turismo Porto e Norte de Portugal

Depois de as duas candidaturas à Turismo Porto e Norte de Portugal (TPNP) terem sido chumbadas por “motivos jurídicos” ou devido aos “apoios das Câmaras” Municipais, os dois candidatos reuniram com o líder da Assembleia Geral da entidade e chegaram a um entendimento para a continuidade de apenas um dos candidatos, Luís Pedro Martins, o cabeça da anterior lista B.

Recorde-se que Luís Pedro Martins tinha já anunciado o apoio de 50 presidentes de Câmara, entre eles, da Maia, Póvoa, Vila do Conde, Santo Tirso, Matosinhos, Porto, entre outras.

Luís Pedro Martins é licenciado em ‘design’ pela Escola Superior de Artes e Design em 1995 e atual diretor executivo da Torre dos Clérigos no Porto.

As eleições na comissão executiva do Turismo Porto e Norte de Portugal são no dia 18 deste mês.

Melchior Moreira foi destituído de presidente da Comissão Executiva da TPNP e está em prisão preventiva desde o final de 2018 no âmbito da Operação Éter, uma investigação em curso da Polícia Judiciária sobre uma alegada viciação de procedimentos de contratação pública.

Luís Pedro Martins apresentou-se à corrida eleitoral, encabeçando a lista B para a presidência da Comissão Executiva da Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), anunciando que contava com o apoio de mais de 50 presidentes das autarquias e 40 entidades privadas que integram a instituição.

A lista A era encabeçada pelo jurista Júlio Meirinhos, ex-presidente da Câmara de Miranda do Douro, e tinha o lema “Turismo em toda a região”.
Meirinhos apresentava-se numa “lista independente a partidos políticos e a forças económicas” e que é “transversal a toda a região Norte”.

Candidaturas foram chumbadas

Entretanto, na passada quarta-feira, dia 10, as duas candidaturas confirmaram que foram “chumbadas” por motivos como “assuntos jurídicos” e os apoios de “câmaras municipais”.

O candidato que encabeça a lista A referiu que o chumbo da sua candidatura se deveu a questões “jurídicas”.
Já o candidato pela Lista B declarou que a sua lista foi chumbada por motivo relacionado com as “câmaras [municipais]” que subscreveram a candidatura.

No mesmo dia, ao final da tarde, houve uma reunião de consenso e saiu uma lista única, “em nome da coesão regional e da importância do setor do Turismo para a economia da região norte”, de acordo com nota de imprensa do candidato Luís Pedro Martins.

(Atualizada dia 10 de janeiro de 2019 às 12h13)

(Nova atualização dia 10 de janeiro às 17h55)