,

António Silva Tiago apresentou estratégia para a Maia do Futuro

Ontem, às 17h00, no Salão Nobre da Câmara Municipal da Maia, os maiatos ficaram a conhecer o Plano Estratégico Maia 2028. O presidente da Câmara, António Silva Tiago, presidiu à apresentação pública do documento, que traça as principais orientações para a gestão do município ao longo de quase três mandatos, incluindo o atual.

Ao longo de cerca de uma hora, realizaram-se duas intervenções. A primeira de Carlos Melo Brito, Professor da Faculdade de Economia do Porto (FEP), sobre “A importância de um plano estratégico para um território”. Seguiu-se o discurso de António Silva Tiago, o presidente da Câmara Municipal da Maia, precisamente acerca do “Plano Estratégico Maia 2028”.

O autarca maiato completará o atual mandato em 2021, mas poderá exercer funções por dois mandatos, isto é, até 2029, o que significa que este é um plano à sua imagem e que espelha a sua forma de ver e sentir o concelho da Maia.

O documento do Plano Estratégico integra: Caraterização atual da Maia, Missão 2028, Visão Estratégica, 4 Objetivos macroestratégicos, 3 Eixos estratégicos e Assinatura da Marca Maia.

Trata-se de “um plano claro e muito objetivo, uma ferramenta de orientação fundamental e muito prática”, tendo sido a apresentação de António Silva Tiago dinâmica, focada e inspiradora, o que revela a proximidade do autarca com as estratégias reveladas no Plano.

Da intervenção do presidente da Câmara da Maia fica patente o foco no objetivo de conseguir “uma comunidade harmoniosa, realizada e feliz; um concelho onde haja uma atmosfera amiga e responsável, onde todos contam e são importantes”.

O autarca referiu querer prosseguir o caminho de um concelho que constitua “um território inteligente, focado no caminho do progresso e do desenvolvimento, com um ecossistema humano magnético e vibrante, inspirador e gerador de confiança no futuro”.

António Silva Tiago compromete-se com os maiatos a encontrar “os meios necessários para a concretização do plano” e a “envolver e mobilizar” todos nesta missão.
“Assumo desde já, de alma e coração, um compromisso de dedicação e firme responsabilidade na construção do futuro da nossa comunidade e conto com todos os maiatos para me acompanharem neste desígnio de fazer a Maia Sorrir para a Vida.”

De recordar que, nos últimos 20 anos, o município da Maia viveu um “extraordinário processo de transformação” – de “um concelho eminentemente rural, com um comércio e indústria incipientes, reconfigurou-se num concelho altamente industrializado”. Hoje, o concelho é um “território com uma enorme capacidade de atração de investimentos nos três setores”, conforme já se constatava no Plano Estratégico de novembro de 2017, aquando da entrada em funções do atual presidente da Câmara.

Com este Plano Estratégico agora apresentado a Maia alinha as suas linhas orientadoras estratégicas de ação até 2028.