Alunos da Maia participaram de seminário na Universidade do Porto

O seminário intitulado “Alterações Climáticas – Salvar os Oceanos”, apresentado por Ana Monteiro, Professora Catedrática do Departamento de Geografia da Universidade do Porto, no dia 15 de janeiro, foi um momento alto do trabalho de pesquisa para o projeto do Parlamento dos Jovens de um grupo de alunos da turma A, do 9º ano, da Escola Básica 2, 3 da Maia.

A turma foi acompanhada por três professoras do Departamento de Línguas da EB 2, 3 da Maia, que puderam apreciar a disciplina e o sentido de responsabilidade manifestado pelos alunos durante os trabalhos. Alguns dos alunos também participaram na sessão.

“É de sublinhar a forma calorosa como os estudantes foram recebidos na Faculdade de Letras da Universidade do Porto”, onde, explicou a professora responsável, Eunice Neves, os alunos puderam conhecer elementos da Comissão Científica dos Mestrados em Sistemas de Informação Geográfica e Ordenamento e em Ensino de Geografia no 3.º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário, bem como Miguel Nogueira, geógrafo, Mestre em Planeamento e Projeto Urbano. Também visitaram o laboratório de Geografia Física (CEGOT).

Os alunos agradeceram a oportunidade única que lhes foi dada, de refletirem sobre a temática da alteração do clima em meio académico próprio, no caso, no Departamento de Geografia.

Sofia Matos considera: “foi uma atividade que nos manteve curiosos para saber mais sobre o assunto, foi diferente e é um assunto interessante”, a par de Beatriz Caetano que refere que “esta oportunidade de visitar uma Faculdade, e conhecer mais sobre o assunto em debate, foi interessante e enriquecedora”.

Para Beatriz Neves, “a ida à Faculdade de Letras da Universidade do Porto foi uma experiência muito enriquecedora, uma vez que a turma ouviu as palavras de uma Professora experiente na área do ambiente”, que abriu caminho para “melhores ideias para o projeto Parlamento dos Jovens”.

Carla Moreira definiu o evento como “chamativo”, acrescentando: “a forma das Professoras nos mostrarem as salas e explicarem o que se faz em cada uma delas, o que podemos descobrir e o que podemos aprender com aquelas coisas todas… Vimos instrumentos novos e máquinas para fazer experiências”.

Para Hamihany Martins, “a ida à Faculdade foi muito produtiva, foi uma atividade bastante diferente e com isso ficámos a saber mais sobre o assunto”. Mateus Figueiredo afirmou: “achei a visita à Universidade interessante despertando interesse no tema”.

Além de enriquecedora, Núria Carneiro, considerou “a ida à Faculdade de Letras da Universidade do Porto divertida, já que tivemos contacto com uma Professora experiente que nos deu uma visão diferente sobre a Geografia e a sua relação com o tema do Parlamento dos Jovens. A atividade demonstrou que devemos olhar as coisas de outra forma: começar pelas coisas mais pequenas e só depois ir para as maiores, pois, só assim poderemos ter um grande impacto no mundo. As Professoras que nos acompanharam durante a nossa visita foram muito simpáticas e ajudaram-nos imenso. Foi a nossa primeira experiência e, de certeza que gostaríamos de a repetir, pois poderá ser-nos útil no futuro, seja na escola ou na atividade profissional”.

Rita Montaña entende que a visita à Universidade foi “interessante, enriquecedora e motivadora”, no que concordam Rodrigo e Ricardo Rodrigues, que afirmam que a atividade foi “produtiva e interessante.”

Na mesma linha Gustavo Oliveira, refere que a ida à Faculdade foi “útil, pois, além de nos dar outra visão sobre o assunto, esclareceu as nossas dúvidas, o que foi bastante produtivo”.  Gustavo Caçador declarou-se enriquecido e com mais informação sobre o tema, “o que nos vai ajudar no nosso trabalho.”