, , , ,

MaiaFest Music volta a trazer grandes nomes ao Fórum

Este ano o MaiaFest Music apresenta um cartaz de luxo que levará ao Grande Auditório do Fórum da Maia, de 2 a 5 de maio, quatro propostas com alguns dos músicos que o país admira, acarinha e aplaude.

Pedro Abrunhosa regressa ao Fórum da Maia para abrir o MaiaFest Music, a 2 de maio, quatro anos depois da última vez, traz o disco “Espiritual”, que lidera o top em todas as plataformas, e que é o trabalho maior de uma carreira com 40 anos.

Quem também está de volta, e neste em particular “a casa” é Miguel Araújo. O músico, e compositor maiato regressa aos palcos em modo intimista: a digressão Casca de Noz passa pelo Fórum da Maia incluída no MaiaFest Music a 3 de maio.

Miguel Araújo descreve Casca de Noz como “serei eu sozinho no palco, à deriva, por entre guitarras, ukeleles, um piano e as minhas canções. As que sou eu que canto e as que fiz para serem cantadas por outros. E as que vierem a propósito na altura, dos autores que são a raíz de tudo aquilo que eu faço. “Casca de Noz” é a imagem dessa embarcação frágil, que pode colapsar e afundar a qualquer momento.

A viver um dos seus melhores momentos, Jorge Palma tem partilhado com o público mais de 40 anos de carreira. No Festival, a 4 de maio, apresentará uma viagem de longo curso com paragens nas diferentes sonoridades que constituem o seu universo musical. Neste concerto, é acompanhado pelos seus parceiros da estrada: Pedro Vidal (guitarras e direção musical), Gabriel Gomes (acordeão), Vicente Palma (guitarra e teclados), Nuno Lucas (baixo) e João Correia (bateria).

Para a tarde de 5 de maio, o encerramento do MaiaFest Music traz um espetáculo para toda a família, PAIÃO junta alguns dos nomes mais carismáticos do momento: Marlon (Os Azeitonas), Jorge Benvinda (Virgem Suta) João Pedro Coimbra (Mesa), VIA e Nuno Figueiredo (Virgem Suta/Ultraleve).
Um espetáculo dinâmico, com uma forte componente cénica, e com um alinhamento que se traduz num autêntico desfilar de êxitos: “Cinderela”, “Play-back”, “Vinho do Porto (Vinho de Portugal)” ou “Canção do Beijinho” fazendo de cada concerto uma grande festa coletiva.

Ana Rouxinol (Estagiária do ISCAP – Instituto Superior de Contabilidade e Administração / Curso de Comunicação Empresarial)