, ,

Polícia Municipal e Proteção Civil da Maia têm ‘casa nova’

No dia 1 de março, ao final da tarde, a Câmara Municipal da Maia inaugurou as instalações da área operacional da Polícia Municipal e da Proteção Civil, situadas na Rua Armindo Moreira, no Castelo da Maia.

As instalações dotam os serviços de segurança e emergência “de condições melhor adaptadas às necessidades operacionais de ambos, numa lógica de partilha colaborativa de recursos”, declarou na inauguração, o presidente do município maiato, António Silva Tiago.

Embora as duas forças – Polícia Municipal e Proteção Civil – tenham os seus espaços no interior devidamente separados, o certo é que a proximidade de uma mesma dependência, de acordo com o presidente da autarquia, “permitirá às respetivas chefias, uma articulação e cooperação mais eficiente, ao nível do planeamento e da sua intervenção no terreno, principalmente em cenários para os quais são convocadas em simultâneo”.

Silva Tiago mostrou-se convicto ainda de que, na Maia, se está a percorrer “um caminho orientado para o rumo certo, dando passos serenos, mas firmes”. E neste trabalho, frisou, atribui “confiança” no trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelo vice-presidente, Mário Nuno Neves, que tem a seu cargo os pelouros que tutelam as atividades da Polícia Municipal e do Serviço Municipal de Proteção Civil.

A “confiança” do autarca reside ainda no comando e nos elementos que integram o corpo de Polícia Municipal e de igual modo nos elementos que integram a Proteção Civil.

António Silva Tiago salientou ainda como forma de classificar o trabalho destes agentes, palavras como “sentido do dever”, “dedicação”, “espírito de missão e de serviço”, “elevado brio profissional” ou ainda “capacidade de superação”.