Bloco de Esquerda quer mais apoio ao Centro Raríssimo em Milheirós

O Bloco de Esquerda da Maia efetuou mais uma visita a uma instituição. Em nota de imprensa o BE faz saber que visitou o Centro Raríssimo da Maia, na freguesia de Milheirós, tendo reunido com a direção da Delegação Norte da Associação Raríssimas.

Este é um centro frequentado por dezenas de crianças em idade escolar, bem como jovens que padecem de doenças raras. A importância deste centro reside nas terapias que os profissionais ali ministram, dando apoio aos pais inclusive na ocupação de tempos livres das crianças e que os AEC’s não são capazes de incluir nas suas atividades por falta de meios.

Tendo este trabalho “meritório” sido afetado com a polémica em torno das acusações de vários crimes alegadamente cometidos pela ex-presidente da Associação Raríssimas nacional Paula Brito e Costa, o BE constata que o “trabalho do Centro Raríssimo da Maia não foi afetado, dado que esta delegação dispõe de autonomia financeira”.

Neste âmbito da visita, o BE levou a problemática à Assembleia Municipal da Maia, de 28 de fevereiro, no que respeita à «ausência de instalações adequadas e com caráter permanente, lançando um apelo à Câmara Municipal e às Juntas de Freguesia, alargado a outras entidades públicas e privadas, no sentido de procurar uma solução para as carências sentidas pela Associação».

Em nota de imprensa o BE acrescenta que acredita que «o papel desta instituição é singular e de grande utilidade para a comunidade. Por este motivo, os poderes políticos devem procurar ajudar a Associação a ter todas as condições materiais e financeiras para continuar a apoiar estas crianças e jovens no nosso concelho».