,

Maia cria “compromissum” de voluntariado

Foi assinado no passado dia 27, no Salão Nobre da Câmara Municipal da Maia, o Protocolo de Cooperação que deu origem ao “Compromissum” (ou Compromisso), o nome que é dado ao novo Centro de Voluntariado na Maia.

O novo Centro de Voluntariado local é fruto da candidatura apresentada pela Pista Mágica ao programa de parcerias para o impacto da Área Metropolitana do Porto (AMP), onde os 14 Municípios participantes (incluindo a Maia), assumem um papel de Investidores Sociais, contribuindo com 30% do valor da candidatura.

Com a assinatura deste Protocolo de Cooperação pretende-se criar este Centro de Voluntariado, que vai funcionar como elo de ligação entre a oferta e a procura de voluntários.

Além de mediar a oferta e a procura, facilitando o melhor encaminhamento dos candidatos para missões solidárias consoante as necessidades de cada projeto ou instituição, vai ainda formar os Voluntários e as Entidades que os vão receber.

Este Centro – que funcionará no Fórum Jovem da Maia – irá permitir que o voluntariado na Maia seja uma estrutura organizada, dotada de uma metodologia de maior racionalização e que cuide dos seus voluntários numa perspetiva holística.

Sónia Fernandes, presidente da Associação e Escola de Voluntariado Pista Mágica, esclarece que o objetivo principal é que o voluntário resolva os problemas que existem atualmente na Maia: “queremos oferecer aos agentes de voluntariado do município, como juntas de freguesia, organizações sem fins lucrativos, escolas, universidades, empresas, uma forma de ‘lavrar a terra’, uma maneira que o voluntariado, efetivamente, possa resolva os problemas que existem na Maia…”

Sónia Fernandes, presidente da Pista Mágica, está a conjugar as estruturas de voluntariado em 14 municípios. Da área Metropolitana do Porto só ficam de fora do projeto: Paredes, Arouca e Vale de Cambra.

O presidente da Câmara da Maia, António Silva Tiago, considera a assinatura deste protocolo um compromisso fundamental para a vida, realçando que o protocolo agora assinado é “um compromisso para a vida e para a vida que nós queremos que sorria, cada vez mais, na Maia.

E, portanto, se nós nos ajudarmos uns aos outros, se nós nos organizarmos e nos estruturarmos, fazendo também esta entreajuda de uma forma voluntária e de grande disponibilidade, que acho fundamental… somos uma comunidade mais crescida, mais adulta.”

Este é um projeto pioneiro na Maia, destinado a todas as pessoas que queiram ser voluntárias e a todas as instituições que pretendam receber voluntários para o desenvolvimento dos seus projetos e atividades.

O projeto decorrerá ao longo de três anos no Fórum Jovem da Maia, capacitando candidatos a voluntários e instituições interessadas em beneficiar da sua solidariedade humana e social.

Na estrutura haverá uma equipa multidisciplinar de técnicos da autarquia da Maia e a intervenção da Pista Mágica na formação específica dos voluntários.

Ana Rouxinol (Estagiária do ISCAP – Instituto Superior de Contabilidade e Administração / Curso de Comunicação Empresarial)