,

PSP destrói mais 7 mil armas

A Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP), através do seu Departamento de Armas e Explosivos (DAE) com o apoio do Comando Metropolitano do Porto, tem agendada para esta sexta-feira, dia 5, pelas 11h00, numa empresa especializada localizada na Maia, a destruição de mais cerca de 7 mil armas, no âmbito do Regime Jurídico das Armas e suas Munições.

Trata-se já da terceira ação do género realizada durante este ano.

As armas para destruir foram declaradas como perdidas a favor do Estado no âmbito de processos – crime, contra-ordenação ou administrativos, depois de terem sido apreendidas pela PSP e demais autoridades policiais, a nível nacional, no decorrer da sua missão preventiva em especial, da comissão de crimes violentos com o emprego de armas de fogo e demais ilícitos conexos.

Integram ainda o referido lote, as armas entregues voluntariamente ao Estado pelos seus detentores ou achadores.

O armamento foi entregue pelos Comandos da PSP do Porto, Viana do Castelo, Braga, Aveiro, Viseu, Vila Real, Coimbra, Guarda e Castelo Branco.

Com a presente ação, a PSP já soma 12.886 de armas destruídas em 2019, sendo que, em 2018,

destruiu 37.351 armas e, em 2017, 26.473 armas.