, ,

Celebrações de 45 anos do 25 de abril

O 25 de abril fica marcado na Maia pela juventude. Tal como aconteceu no ano passado, vai acontecer mais uma Assembleia Municipal Jovem, no dia próximo dia 24.

Esta sessão decorrerá a partir das 21h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

As comemorações da Revolução dos Cravos na Maia prosseguem no dia 25, feriado nacional, na Praça Dr. José Vieira de Carvalho.

Às 10h00, realiza-se a atuação da Banda de Música de Moreira da Maia e da Banda Marcial de Gueifães. Seguindo-se às 10h20, a cerimónia oficial com o Hastear das Bandeiras.

Para as 10h30, está marcada a atuação, na escadaria do acesso ao edifício dos Paços do Concelho, do Grupo Coral da Escola Dramática e Musical de Milheirós, do Coro da Escola de Música da Associação “Os Fontineiors da Maia” e do Coro Infantil Municipal Pequenos Cantores da Maia.

Agendada para as 11h00, está a sessão solene no interior dos Paços do Concelho, no salão nobre, com as intervenções de: presidente da Câmara Municipal da Maia, António Silva Tiago; representantes dos partidos e forças políticas representadas na Assembleia Municipal e ainda do presidente da Assembleia Municipal da Maia, António Bragança Fernandes.

Às 12h00, acontece o encerramento com o Hino nacional interpretado pelo conjunto de coros infantis convidados para estas celebrações.

Tertúlia “Os Intelectuais na Oposição ao Fascismo”

A Biblioteca Municipal da Maia e o seu pelouro da Cultura levam a efeito um conjunto de ações de celebração da Revolução dos Cravos, de onde se destaca uma tertúlia, na noite de 23 de abril (21h00).

No Pequeno Auditório do Fórum da Maia, realiza-se, integrando também as comemorações do Dia Mundial do Livro, e em parceria com a Direção da Organização Regional do Porto do PCP, uma sessão intitulada “Os Intelectuais na Oposição ao Fascismo”.

Na sessão de abertura está anunciada a intervenção de Mário Nuno Neves, vice presidente e vereador do pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Maia, seguindo-se os oradores: José António Gomes (Escritor); José Leitão (Diretor da Companhia de Teatro “Teatro Art´Imagem”) e Júlia Pintão (Artista plástica).

Para as 22h30, está agendado o debate, com a moderação de Sofia Barreiros (Chefe da Divisão de Cultura da Câmara Municipal da Maia).

A entrada é gratuita.

Os Anos que Abalaram o (Nosso) Mundo! – Crónicas e Cenas do 25 de Abril”

O teatro também faz parte destas celebrações, com a 110ª criação do Teatro Art’Imagem, que sobe ao palco do Grande Auditório do Fórum da Maia a 24 de abril, às 21h30, e dia 25 de abril, às 16h00: “Os Anos que Abalaram o (Nosso) Mundo! – Crónicas e Cenas do 25 de Abril”.

“Acorda, acorda, há uma revolução!”. É assim que José M, personagem desta peça, toma conhecimento do 25 de Abril, pela manhã. A sua resposta ainda ensonado, parece insólita. “Não me chateies, deixa-me dormir!”.

Um “diário” dos acontecimentos que a cidade e o país viveram nos primeiros dias da revolução, interpretado por quatro atores a partir das memórias de José M, reunindo em si a súmula de um conjunto de pessoas reais e ficcionais, que viveram intensa e vertiginosamente os dias iniciais que abalaram e transformaram indelevelmente o nosso mundo.

A escrita da peça é um “compromisso artístico-teatral”, alicerçada em factos históricos reais e ficcionais.

Segue-se dia 27, às 16h00, o Teatro de Marionetas – O Cardume, também no Fórum Maia, e às

17h00: Workshop de Marionetas – Do Plástico Fiz Sardinha, apresentados pelo Historioscopio Teatro de Marionetas.