,

JuntAmigo lança o seu primeiro CD

O grupo JuntAmigo lança o seu primeiro CD, no dia 15 de junho, às 21h30, no Fórum Maia. A atuação terá duas horas de duração, a qual compreende todas as músicas do disco.

O principal objetivo do espetáculo é “ter a sala cheia, digamos que este é o apogeu do nosso grupo e não há satisfação maior ou agradecimento maior do que olhar para a plateia e ver uma plateia composta, ver lá os nossos amigos, que sempre nos acompanharam”, afirmou em entrevista ao Maia Primeira Mão Raquel Azevedo Freitas, diretora do Centro de Dia de S. Pedro Fins e coordenadora deste projeto social e cultural.

O CD não estava planeado, explicou ainda Raquel Azevedo Freitas, mas surgiu da vontade de imortalizar alguns momentos e algumas músicas, que eram interpretadas pelo grupo nos convívios e festas de cariz social, em que tem vindo a participar.

Quem assina praticamente todas as músicas é o Sr. Maximino Gonçalves, um criativo que tem a particularidade de ter vários temas alusivos à realidade local “Sorria Sorria está na Maia”, “Amar o junta amigo”, que fala dos reformados de São Pedro Fins e muitas outras personagens e situações, o que também constituirá um marco que vai ficar ligado às tradições da freguesia e do concelho.

Depois de Raquel ter lançado o desafio ao grupo, os elementos do JuntAmigo fizeram pesquisa para encontrar profissionais que entendessem o projeto e o concretizassem de acordo com as suas expectativas: “a partir daí foi um investimento constante em pesquisa para ver quem é que nos poderia receber, quem é que poderia agarrar este desafio dado que não há aqui profissionais, somos totalmente amadores e, portanto, teriam que ter muita paciência connosco e perceber o fundamento do grupo. Foi então que encontrámos a editora Quarta Vaga, com o professor Lino e o Nelson Ferreira, que foram fantásticos”.

O grupo JuntAmigo começou no mandato do anterior presidente da Junta de S. Pedro Fins, sendo Alvarinho Sampaio, atual presidente do executivo, “o grande mentor do projeto com cerca de 12 idosos, que passavam juntos uma tarde por semana. Inicialmente faziam caminhadas, poemas e, entretanto, o grupo teve um interregno de cerca de um ano e quando retomou o grupo queria fazer as suas próprias letras e queria tocar instrumentos”, recordou Raquel Azevedo Freitas.

Aos poucos, e desde 2013, o JuntAmigo foi crescendo e dos 12 passou aos 38 elementos. Começou por integrar apenas pessoas de S. Pedro Fins, mas aos poucos foi recebendo pessoas de diferentes sítios e idades e, por isso, mudou a designação para grupo intergeracional, abrangendo elementos dos 28 até aos 95 anos.

O JuntAmigo é um projeto social e cultural que segue em paralelo com outro grande projeto que é o Centro de Dia, onde “bastantes elementos do grupo colaboram numa verdadeira partilha, sentindo-se felizes por ajudar os outros e para que amanhã se sintam também ajudados”, referiu também Alvarinho Sampaio ao Maia Primeira Mão.

O autarca afirma-se bastante satisfeito com o contributo deste grupo em eventos da freguesia e também por já se afirmar como um verdadeiro embaixador de S. Pedro Fins em vários pontos do país, onde já foi atuar.