Detido grupo de assaltantes

A Directoria do Norte da Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um grupo suspeito de assaltos à mão armada na Maia, em Matosinhos, no Porto, Santa Maria da Feira e em Vila do Conde. São seis indivíduos, com idades entre os 20 e os 44 anos, a quem são imputados oito assaltos cometidos entre os dias 26 de Julho e 16 de Outubro. Em sete dos casos, com recurso a arma de fogo.

Em comunicado, a PJ sublinha que os detidos se organizavam em sub-grupos de dois a quatro elementos para os assaltos a três farmácias, um posto de abastecimento de combustível e a três pessoas que circulavam na via pública. Sempre “mostrando já algum cuidado no planeamento das suas acções e na escolha das vítimas”. Os crimes terão rendido cerca de 17 mil euros, sendo-lhes também imputada uma tentativa de assalto a uma ourivesaria.

Entre os detidos – um estudante, um instrutor de boxe e desempregados – está um homem que gozava de liberdade condicional desde Junho, depois de ter sido condenado a 24 anos e meio de prisão, por crimes de roubo e furto. Mas não era o único com antecedentes criminais. Um outro já tinha sido condenado a pena suspensa de prisão por tráfico de droga e um terceiro condenado por conduzir sem habilitação legal.

Na investigação que conduziu à operação hoje divulgada, a PJ apreendeu várias armas (um revólver transformado, uma pistola de alarme e uma reprodução de arma de fogo), um aerossol de defesa, um aparelho de desactivação de alarme, luvas, casacos e camisolas com carapuços, óculos de sol e ainda telemóveis e uma viatura.

Marta Costa