Compras públicas: Como candidatar-se aos concursos nacionais e de instituições da União Europeia

No passado dia 11 de Setembro, decorreu no auditório do Tecmaia-Parque de Ciência e Tecnologia da Maia, perante cerca de 70 participantes, o Seminário “Compras Públicas: Como Candidatar-se aos Concursos Nacionais e de Instituições da UE”. Este evento, especialmente dirigido a empresários e empreendedores, foi promovido pela Câmara Municipal da Maia e pelo CIEJD-Centro de Informação Europeia Jacques Delors, no âmbito da parceria recentemente estabelecida entre estas duas instituições e inserido no projecto “Oportunidades de Negócio na União Europeia”, tendo contado como principais oradores: Bragança Fernandes, presidente da Câmara Municipal da Maia, Clotilde Câmara Pestana, directora do Centro de Informação Europeia Jacques Delors, Paulo José Santos, chefe de Unidade da Direcção Geral da Informática da Comissão Europeia, Carlos Medeiros, coordenador da Unidade de Informação e Comunicação do Centro de Informação Europeia Jacques Delors, Artur Mimoso, director de Compras Públicas da ESPAP-Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, Nunes de Sousa, gerente da empresa “Audinova” e Marta Palmeira, gerente da empresa “20/21 Conservação e Restauro”.

fotografia seminario cmmaia ciejd 11 set 2013

O Seminário foi moderado por Paulo Ramalho, vereador do Desenvolvimento Económico e das Relações Internacionais da Câmara da Maia, e abordou temas relacionados com os desafios e oportunidades de negócios existentes para as empresas nacionais, designadamente para as pequenas e médias empresas, no âmbito de concursos públicos lançados pelas Instituições da União Europeia e pela ESPAP-Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, bem como os caminhos para obtenção de informação concreta, e ainda, as principais questões a ter em atenção no desenvolvimento dos respectivos procedimentos e candidaturas.

De realçar os testemunhos apresentados pelos representantes das empresas “Audinova” e “20/21 Conservação e Restauro” (esta, uma microempresa), os quais, falando das suas experiências, manifestaram enorme satisfação, designadamente, pelas oportunidades de que têm beneficiado no âmbito de concursos lançados por Instituições da União Europeia.