Hortíssima é alavanca para feira de produtos hortícolas no centro da Maia

Mais de 100 mil pessoas terão passado pela Hortíssima, que decorreu no Parque Central da Maia, entre 17 e 19 de junho. Fim de semana para promover o que há de melhor na agricultura local, os benefícios de uma alimentação saudável e auscultar a sensibilidade para a realização de uma feira de produtores no centro da cidade. A Hortíssima poderá ser a alavanca para o avanço a breve prazo de uma ideia que a Câmara está a estudar com a Cooperativa Agrícola para trazer o campo até à cidade.
Animação cultural e música criaram o ambiente para cerca de 50 atividades, que passaram pela sala de  provas, o ‘Showcooking’ e os ‘workshops’ com chefs de cozinha e enólogos. Não faltaram as aulas para as crianças com as hortas pedagógica trazidas pela Quinta de Gruta.

Bragança Fernandes, presidente da Câmara da Maia, acompanhado do vice-presidente e outros vereadores, bem como dos padrinhos da Hortíssima, Fernando Póvoas e Fernanda Ribeiro, inauguraram o certame na sexta-feira, dia 17, ao final da tarde, e jantaram num dos restaurantes.
O autarca mostrou-se muito agradado com a iniciativa, referindo mesmo que este é “um dia histórico para a Maia” e poderá mesmo ser o ponto de partida para um projeto há muito ambicionado, “uma feira quinzenal ou mensal no centro da cidade com os nossos produtos dos nossos lavradores, como se vê, de resto, nas grandes cidades europeias”.
A ideia está em cima da mesa e poderá ser uma realidade em parceria, adiantou Bragança Fernandes, com a Cooperativa Agrícola e a Associação Empresarial da Maia.