Rotary defende “Sou Igual a Ti”

O Rotary Clube Águas Santas/Pedrouços, sob a liderança de José Manuel Sampaio, tem um conjunto de ideias para ajudar os alunos com multideficiências.

Nos dias 27 e 29 foi apresentado o projeto: “Eu sou igual a ti”, apadrinhado pelo Prof. Doutor José Pinto da Costa, nos agrupamentos de escolas de Águas Santas e de Pedrouços, respetivamente.

Os rotários dinamizam o projeto em parceria com os agrupamentos escolares de Águas Santas e Pedrouços, assim como os Infantários da Santa Casa da Misericórdia da Maia instalados nestas duas freguesias. O projeto destina-se ao apoio de crianças com multideficiência e autismo que frequentam as unidades de ensino especial.

Primeira ação tem lugar dia 23 de outubro

José Manuel Sampaio enumerou alguns dos eventos que os rotários vão levar a cabo, nos próximos meses. Já no próximo dia 23 de outubro, pelas 10h00, realizar-se-á uma caminhada solidária, cuja inscrição tem o valor de 4€. A iniciativa integra-se na III Caminhada e Corrida da Mocidade de Sangemil AC.

A Campanha da Gi é outra ideia par angariar verbas, em que é colocada à venda uma régua e um marcador de livros com o custo de 1€ e de 0,50€ respetivamente.

Por altura da quadra natalícia, irá realizar-se um concerto de Natal ainda num local a designar, cuja bilheteira reverterá para esta causa. Também nessa altura, será colocada em marcha a campanha “Ao marcar está a ajudar” com o apelo às pessoas para ligarem para uma linha de valor acrescentado a criar pelo Rotary Clube.

A campanha “Comigo podem contar” será dirigida às empresas que se identifiquem com o projeto e que estejam dispostas a patrocinar um equipamento a adquirir para as unidades de multideficiência.

“Desta vez colaboro eu” é o nome de outra iniciativa voltada para as pessoas que apreciem o trabalho voluntário e considerem dar o seu tempo e mão de obra na recuperação de equipamentos ou na manutenção de espaços.

Por fim, a festa de encerramento do projeto coincidirá com um fim de semana cultural, que terá dupla função: a apresentação do balanço final do projeto e a transmissão de tarefas na presidência do Rotary Clube.

José Manuel Sampaio afirmou que os rotários pretendem, com o projeto “Sou Igual a Ti”, trabalhar com toda a comunidade e “desmistificar a temática da multideficiência autismo, pois nem sempre é bem recebida ou compreendida, angariar fundos para apoio às necessidades materiais, de âmbito pedagógico, mobiliário, entre outros.”

Uma realidade ainda “muito ignorada”

O padrinho do projeto rotário é José Pinto da Costa, que explicou que aceitou o convite para o apadrinhamento desde o início pela “necessidade e obrigação cívica de colaborar na difusão de uma situação real, que, apesar de existir no país, ainda é muito ignorada”.

Assim, o profissional de saúde sublinhou que a “grande missão” deste projeto nesta fase inicial é “chamar a atenção para uma realidade, que tem solução, alertando a sociedade e dando uma dimensão mais exata do problema aos pais, aos familiares e a todos nós, em geral”.

Pinto da Costa defendeu que “há uma situação que não podemos esconder de maneira nenhuma, é que, melhor ou pior, haverá sempre, durante o percurso existencial destas pessoas com multideficiência, uma necessidade de apoio permanente”.

O que é preciso fazer é articular esforços na comunidade para “estabilizar, encontrando a situação mais adequada para que a pessoa afetada possa colaborar com ela própria, reconhecer a sua própria identidade e reconhecer a identidade dos outros, porque todos temos qualidades ou caraterísticas positivas”, afirmou o padrinho do projeto inclusivo, que começa a desenvolver-se em Águas Santas e Pedrouços.

Manuel Ferreira, diretor do agrupamento de escolas de Águas Santas, referiu na primeira apresentação, que “Eu sou igual a ti” já não é novidade para este grupo de escolas, uma vez que o agrupamento é “inclusivo”.

No ano letivo anterior, adiantou, “foi criada, por nossa iniciativa, uma unidade multideficiência no ensino secundário, dando assim resposta aos alunos até aos 18 anos”. Um projeto inédito no distrito do Porto, salientou ainda o responsável de ensino.

Angélica Santos