Valorizar o Caminho de Santiago através de candidatura conjunta

A Câmara Municipal da Maia, juntamente com as Câmaras Municipais do Porto, Matosinhos, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Esposende, Viana do Castelo, Caminha e Vila Nova de Cerveira, assinou, no último dia 19, o termo de aceitação da candidatura “Valorização dos Caminhos de Santiago – Caminho Português da Costa”.

O principal objetivo da candidatura conjunta é criar condições para o desenvolvimento sustentado do Caminho Português da Costa, aproximando-o das condições oferecidas pelo Caminho Francês. No total foi atribuída uma verba de pouco mais de 1 milhão e 690 mil euros, que será comparticipada a 85% e que terá de ser executada até 2018.

O Caminho Português da Costa, encontra-se integrado numa Rede Intermunicipal, coordenada tecnicamente pela Câmara Municipal de Viana do Castelo.

Com esta candidatura conjunta procura-se valorizar e posteriormente provir ao processo de reconhecimento oficial do Caminho Português da Costa como itinerário de peregrinação; dinamizar o potencial cultural e turístico das peregrinações a Santiago de Compostela fomentando o desenvolvimento económico, social e ambiental nos territórios atravessados por este traçado; contribuir para o desenvolvimento de produtos identificados como estratégicos para esta região que permitam complementar a oferta existente, nomeadamente nas vertentes do Turismo de Natureza e Touring Cultural e Paisagístico; e promover a colaboração intermunicipal materializada na conceção, gestão, implementação, comunicação e promoção deste projeto de natureza cultural, ambiental e turística.

Imagem de marca uniforme

Está prevista a uniformização da sinalética no Caminho, a promoção do evento cultural “Sons no Caminho”; a criação de um logótipo, guias e brochuras e de um website e aplicação móvel; a publicação de um livro científico; a requalificação de espaços; a produção audiovisual sobre o Caminho e um seminário final com os resultados do projeto.

Esta rede intermunicipal vai permitir potenciar a comunicação e promoção do Caminho Português da Costa através de uma imagem de marca única, de uma comunicação unificada, com clara racionalização de recursos, permitindo fazer mais e melhor por menos.

Caminho é segundo mais percorrido e será candidato a Património da Humanidade

De sublinhar que o Caminho Português a Santiago é o segundo percurso mais percorrido, a seguir ao Francês, e tem registado um crescimento consolidado com crescente interesse nacional e internacional.

A variante Caminho Português da Costa tem registado precisamente as mesmas tendências, apesar das dificuldades que ainda persistem de natureza infraestrutural.

De igual modo, há pretensões, em fase inicial de elaboração, de promover a classificação deste itinerário de peregrinação como Itinerário Cultural Europeu e mais tarde como Património da Humanidade.