,

Medalha de bronze ficou em Portugal na Taça do Mundo de Ginástica Acrobática

Com 28.690 o par misto português, João Martins e Carolina Dias, conquistou a medalha de bronze, na Taça da Mundo de Ginástica Acrobática, que decorreu entre os dias 3 e 5 de março, no complexo municipal de ginástica da Maia.

Depois de dois dias fortíssimos de qualificações, o terceiro lugar na final soube a pouco e o par promete mais nas próximas competições. “Estamos muito contentes com o nosso trabalho, a nossa prestação foi o que somos capazes de fazer. Em termos individuais não podíamos estar à espera de melhor. Treinámos imenso para esta primeira taça do mundo e, graças a isso, conseguimos um bronze. Se achamos que chega? Não.

Iremos treinar ainda mais e mudar tudo o que for preciso e estiver ao nosso alcance para conseguirmos fazer mais e melhor na próxima taça do mundo que terá lugar na Bélgica”, sublinhou o par.

Esta é a segunda medalha no espaço de 15 dias que os ginastas portugueses conquistam, depois de terem ganhado a última edição da King Edmund Acro-Gymnastic International Competition, que se realizou e Bristol. Um feito tanto mais importante, sendo este um par muito recente. “Que mais posso dizer… um grupo formado há cinco meses a debater-se com ginastas deste nível, só posso dizer que foram Gigantes!”, afirma Ana Cardoso, treinadora do par misto, do Ginásio Clube Português.

“Passámos em primeiro lugar nas qualificações, o que nos deu muita força e, confesso, que alguma expectativa para a final. Realizámos mais um exercício com muita dificuldade e sem qualquer falha, estou muito orgulhosa. Isto é só o começo, pois um grupo formado há tão pouco tempo, na sua primeira grande competição consegue obter notas a rondar os 29 pontos. Só posso estar muito feliz, e já a pensar em algumas alterações para a próxima competição. Mas por agora, parabéns ao João e à Carolina”, sustenta Ana Cardoso.

Na categoria par misto, o primeiro e o segundo lugares foram ocupados pelos dois pares mistos russos em competição. Com 29.080 Elena Murasko e Ivan Nesterenko levaram para casa a medalha de ouro. A medalha de prata foi entregue a Victoria Aksenova e Kirill Startsev, que alcançaram uma pontuação 28.960.

Na categoria par masculino os belgas, Robin Casse e Kilian Goffaux, levaram para casa a medalha de Ouro, tendo obtido uma pontuação de 28.470. Com menos duas décimas os alemães Michail Kraft e Tim Sebastian conquistaram a medalha de prata e na terceira posição ficaram os russos Dmitri Ivanov e Maksim Ivanov, com uma pontuação de 28.390.

Na especialidade grupo feminino, o trio composto por Julia Ivonchyk, Veranika Nabokina e Karina Sandovich foi o primeiro classificado com 28.780. O segundo e terceiro lugares foram para os dois trios da Grã-Bretanha, IlishaBoardman, Isabel Haigh e Emily Hancock (28.150) e Jennifer Bailey, Roxanna Parker e Gabrielle Potter (27.730).

O grupo masculino Israelita, composto por Lidar Dana, Yannay Kalfa, Efi Efraim Sach e Daniel Uralevitch, conquistou a pontuação mais alta da prova com 29.620.

Sobre a competição

A MAIA FIG ACRO World Cup 2017 (Taça do Mundo de Ginástica Acrobática) decorreu entre os dias 3 e 5 de Março, no Complexo Municipal de Ginástica da Maia, numa organização da Federação de Ginástica de Portugal (FGP) e do Acro Clube da Maia, sob a égide da Federação Internacional de Ginástica.

Pelo 6º ano consecutivo a MAIA FIG ACRO WORLD CUP integra o circuito internacional de Taças do Mundo, contribuindo para o prestígio de Portugal e da ginástica nacional na FIG e para o crescimento da disciplina em Portugal. Os resultados obtidos em Portugal vão contar para o ranking mundial da disciplina.

Este ano estiveram em competição ginastas em representação de nove países: Alemanha; Áustria; Bélgica; Bielorrússia; Espanha; Grã-Bretanha; Israel; Portugal e Rússia.