Hipódromo da Maia voltou a receber o Grande Prémio de Portugal

O Hipódromo da Maia voltou a ser palco, no dia 8, de uma prova carismática de hipismo, o Grande Prémio de Portugal para fundistas.

No galope, o Grande Prémio disputa-se sobre os 2400 metros. Rischiatutto (IRE), da quadra Maia Lidador e monta de Ricardo Sousa, confirmou o favoritismo e venceu por mais de 5 corpos este GP.

As restantes duas provas a galope disputaram-se sobre os 1650 metros, onde Ricardo Sousa se destacou ao vencer ambas. Lenda da Torre (POR), da quadra Agrocarvalho, foi a primeira a passar pelo palco dos ganhadores, e Sandy Duke, da quadra Maia Lidador, fechou da melhor forma o evento com mais uma vitória.

No trote, o GP de Portugal decorre sobre os 3000 metros. Starter du Rib (FR), da quadra Mustang, foi a surpresa da tarde ao vencer de ponta-a-ponta este GP. António Bessa foi o seu ‘driver’ e realizou uma gestão eximia do cavalo, proporcionando-lhe uma boa ponta final e a vitória do Grande Prémio de Portugal 2019.

Realizaram-se ainda mais duas provas a trote atrelado sobre os 2300 metros, onde a quadra Jardins Acúrcio, Lda se sagrou vencedora em ambas. Sapolino (FR) venceu a 1ª série e Telefanto du Coudde (FR) a 2ª série.

Este evento foi apadrinhado pelo convidado especial Jos Verbreeck, uma lenda viva do trote atrelado. Destacam-se ainda as presenças dos representantes da PMU, empresa francesa de apostas hípicas, da Cheval Français, do Turismo de Portugal, Turismo Porto e Norte, DGAV – Direção Geral de Alimentação e Veterinária, Câmara da Maia, entre outras entidades que fizeram questão de marcar presença em mais uma edição do Grande Prémio de Portugal.