,

Cheias atingiram fortemente a Maia

A cidade da Maia foi uma das mais afetadas pela chuva intensa, que se fez sentir no passado sábado, dia 19. Alguns carros ficaram submersos e várias estradas foram cortadas.

O caos viria a instalar-se após a hora de almoço. As inundações junto ao Monumento, conhecido por Pirâmides da Maia, junto ao viaduto, condicionaram a circulação. A EN14 teve que ser cortada e alguns carros ficaram submersos.

Poucos quilómetros à frente, em Vermoim, alguns moradores viram o dia começar da pior maneira. Garagens inundadas, pátios destruídos e vários muros caídos era o cenário. Os moradores queixam-se que não é a primeira vez que isto acontece, “basta cair mais um pouco de chuva e isto volta a acontecer. Fizeram muitas construções e canalizaram um ribeiro, ora quando chove muito, acontece sempre isto” – afirmavam alguns dos moradores ao Porto Canal.

Em Nogueira, também foram os próprios moradores que puseram mãos à obra e começaram a limpar e a recuperar dos estragos. Um muro foi derrubado e os moradores tentavam impedir que a cheia chegasse até às suas casas. O problema é que nalguns casos não foram a tempo de impedir o pior.

No Centro Comercial Maia Jardim, algumas pessoas ficaram retidas, devido à cheia. Os carros no parque de estacionamento do Centro Comercial ficaram submersos. Os bombeiros estiveram no local e tiveram por missão retirar as pessoas de dentro do espaço comercial.
O sábado foi considerado o dia mais chuvoso do mês de outubro, até ao momento.