Maia celebra Dia Mundial do Livro

0
158

Hoje é Dia Mundial do Livro. Este ano, associado ao Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social, daí resultando a campanha “Um livro faz-me mais rico”, no âmbito da colaboração entre a Direcção Geral do Livro e das Bibliotecas e as bibliotecas municipais. Na Maia, a data volta a ser comemorada pela Biblioteca Municipal Doutor José Vieira de Carvalho. Dentro e fora das instalações. Porque este “é um dia muito especial”, confessa a responsável pela biblioteca, Suzana Sousa e Silva.

Os festejos começam manhã cedo. Assim que forem 8h45, e até às 9h15, arranca a sessão de divulgação “A Biblioteca no metro”, na estação Fórum Maia do Metro do Porto, com a distribuição de marcadores de livros. E com repetição entre as 12h15 e as 12h45 e das 18h00 às 18h45. A saída visa “lembrar toda a população que existe uma biblioteca, porque nem sempre toda essa comunidade tem conhecimento que existe a biblioteca e, sobretudo, das actividades que vai levando a cabo diariamente”.

[audio:METRO_BIBLIOTECA.mp3]

Mas não só do contacto com a população em geral se vão fazer as comemorações do Dia Mundial do Livro, na Maia. Junta-se a forte articulação com a comunidade educativa. Este ano, com destaque para a escola EB1 e Jardim-de-Infância de Gueifães. São os alunos e até professores deste estabelecimento de ensino que, também pela manhã, a partir das 9h45, mas já nas instalações da biblioteca, vão dramatizar “Um sonho de presente”, escrito por Maria Teresa Maia Gonzalez.

Horário alargado

Às 11h00, as crianças voltam a dar lugar aos técnicos da biblioteca, para uma Hora do Conto em torno da obra “A menina que detestava livros”. A personagem principal é uma criança que Suzana Sousa e Silva descreve como “privilegiada” por ter acesso a livros, em casa, “mas que detesta ler”. E só se apercebe da importância da leitura quando fica sozinha com o gato e este deita vários livros ao chão. Ao caírem, saltam figuras e personagens, que a menina não consegue devolver às respectivas histórias. Para saber como termina a história, fica o convite para esta Hora do Conto. Adianta apenas a técnica que essa moral permite “perceber que os livros nos permitem descodificar todo o mundo à nossa volta”.

Outras viagens se vão proporcionar com a dramatização de “Margarida na lua” (14h30) e com o espectáculo “Dança Índia”, a partir das 16h00. Em ambos os casos, a cargo da EB1/JI de Gueifães. Em suma, o programa contempla actividades variadas, “que nos permitem fazer diferentes leituras”, conclui Suzana Sousa e Silva.

A Biblioteca Municipal Doutor José Vieira de Carvalho está aberta de terça-feira a sábado (das 9h30 às 16h30), incluindo à hora de almoço. Mas, neste dia 23 de Abril, com um horário alargado, até às 23h00, o que “abre a possibilidade, a muita gente que chega tarde a casa, de jantar calmamente e vir com os filhos à biblioteca”. E, assim, captar outro tipo de público. Quem sabe, aqueles que receberam o marcador de livros antes de apanhar o metro ou ao chegar à estação Fórum Maia.

Os mais assíduos

E porque há outras formas de comunicar, as pinturas faciais foram incluídas no cardápio desta festa, estando disponíveis entre as 19h00 e as 20h00. Meia hora mais tarde começa a sessão “Óscares da leitura”. Além de chamar a si a comunidade, a biblioteca municipal também quer reconhecer essa preferência e premiar “aqueles que lêem quase compulsivamente”, salienta Suzana Sousa e Silva. Por isso, este ano, novamente a propósito do Dia Mundial do Livro, serão distinguidos os utilizadores da biblioteca que mais livros requisitaram ao longo de 2009.Nas categorias infantis, juvenis e adultos, num total de 15. No caso dos adultos, a liderança mantém-se há alguns anos, destaca a responsável da biblioteca.

[audio:OSCARES_LEITURA.mp3]

As comemorações só terminam com o regresso dos técnicos da biblioteca ao palco principal dos festejos. A partir das 21h30, protagonizam o teatro de fantoches “Robertices: a carochinha”, para que toda a família possa partilhar o momento.

Durante todo o dia, e porque é de festa, a Biblioteca Municipal Doutor José Vieira de Carvalho adoça as leituras com gelados e bolachas, oferecidos por patrocinadores das comemorações. E outras surpresas para desvendar ao longo deste Dia Mundial do Livro…”Um amigo que nos proporciona momentos únicos de evasão”, conclui Suzana Sousa e Silva

Marta Costa