Alentejo na Feira de Artesanato da Maia

0
190

Vá para fora cá dentro” continua a ser um slogan associado ao turismo em Portugal. É também com o intuito de o promover que a região convidada para a Feira de Artesanato da Maia 2010 é o Alentejo. Mas esta é apenas uma das novidades da 14ª edição. A inauguração oficial está marcada para as 15h00 de sábado, no Parque Central da Maia.

Nos últimos anos, os convidados para a feira têm sido países ou regiões estrangeiras, mas também já houve aposta em áreas lusas, repetindo-se este ano. “E se resultar em sucesso, vamos manter também esta questão de percorrer as regiões turísticas portuguesas”, adianta Rui Rodrigues, responsável pela Divisão do Turismo da Câmara Municipal da Maia. Em 2010, é o Alentejo, a representar na feira 32 concelhos, na sequência da reconversão dos agrupamentos regionais e regiões do turismo portuguesas, “com uma variedade turística, cultural e artesanal fantástica”.

[audio:ALENTEJO_FEIRA.mp3]

Mas o artesanato alentejano não será o único representado no certame. A organização foi obrigada a seleccionar entre as 480 candidaturas apresentadas, já que tinha apenas 128 espaços disponíveis. Assim, serão 150 os artesãos presentes e “cada vez melhores e diferentes”, sublinha Rui Rodrigues. Trazem os produtos para demonstração e venda, mas a grande mais-valia do evento é poderem trabalhar ao vivo, “mostrar ao público como fazem as suas obras, como elas saem das suas mãos”. Isso poderá também impulsionar as vendas, que têm vindo a baixar como consequência da crise. Não só na Maia, mas à semelhança de outras feiras que se realizam um pouco por todo o país.

[audio:ARTESANATO_RUI.mp3]

Também para divulgar o que é feito pelos artesãos, em especial os da Maia, o programa contempla este ano a exposição “Santeiros da Maia”, que Rui Rodrigues descreve como “esses grandes mestres artesãos maiatos”. Com abertura marcada também para as 15h00 de sábado, poderá ser apreciada no Maia Welcome Center até ao dia 29 de Agosto, de forma a que os visitantes fiquem a saber onde estão os santeiros, o que fazem e como produzem cada uma das imagens.

Como vem sendo hábito, o artesanato é complementado durante estes dias com muita música. Sempre com ligações à raiz tradicional. Os espectáculos no Parque Central da Maia, sempre às 21h30, abarcam estilos que vão desde o folclore à world music, passando pelas músicas de fusão e de influência celta.

Para outros públicos, junta-se ainda no programa o Dia da Criança, marcado para 10 de Julho, com insufláveis, ateliers, homem dos balões, malabaristas, jogos populares e teatro infantil.

Marta Costa

Horários da Feira

Segunda a Quinta-feira – 18h00 às 24h00

Sextas-feiras – 18h00 às 01h00

Sábados – 15h00 às 01h00

Domingos e feriado municipal de 12 de Julho – 15h00 às 24h00