As “Fantasias” de Edgar Silva no WSI

0
179

“Os meus sonhos, as minhas fantasias, muito o tema do mar e um bocado o tempo da terra. Muito mar, que é um tema que me tem acompanhado nos últimos anos”. É desta forma, numa frase, que Edgar Silva define a essência da exposição que tem patente até ao dia 10 de Dezembro nas instalações do Wall Street Institute (WSI), na Maia.

O artista apresenta uma mostra de pintura e peças de ourivesaria denominada “Fantasias”, que reúne artigos em diversos materiais, mas sobretudo prata, e quadros em acrílico, com a excepção de um óleo. São trabalhos que o autor executou em Portugal, com excepção de duas pinturas, realizadas em Moçambique, e uma iniciada naquele país africano, onde viveu durante algum tempo, e finalizada em Portugal.

Nascido em Moçambique há 36 anos, Edgar Silva veio cedo para Portugal mas regressou ao país natal quando tinha 17 anos. Foi lá que cimentou a arte que já lhe surgia das mãos e da mente. Desenvolveu, em atelier próprio, o seu trabalho artístico até voltar a Portugal em 2001, para fazer um curso de ourivesaria. Depois, novo regresso a Moçambique em 2004 – 2005, até ao regresso à Maia, onde reside.

Do concelho que escolheu para chamar casa, Edgar Silva salienta o apoio e a ajuda que tem recebido. Já expôs em alguns cafés da cidade, além de outros locais, como agora o Wall Street Institute. “É importante os jovens artistas exporem na Maia, uma cidade que tem crescido muito nos últimos anos e tem muita gente que merece receber esta arte”, adianta.

Está ainda a preparar futuras candidaturas à organização de mostras no Fórum da Maia e no Fórum Jovem, espaços que pretende “conquistar” em breve. Para 2009 quer “expor muito”, como forma de mostrar a sua arte.

Presente na abertura da exposição, o presidente da Câmara da Maia ficou espantado com o “espólio fantástico de Edgar Silva”, autor de “quadros muito bonitos”. Bragança Fernandes declarou ter abertas as portas do Fórum para acolher os trabalhos de todos os artistas da Maia, que precisam de ser valorizados.