Bienal Milheirós pode abrir portas a geminação

0
118

Até 28 de Junho pode visitar, no centro de exposições da Junta de Freguesia de Milheirós, uma mostra de fotografia. É a segunda etapa da II Bienal de Arte de Milheirós, esta edição de carácter luso-espanhola, que foi inaugurada no passado sábado e que contou com a presença do executivo local e de alguns dos fotógrafos com trabalhos expostos.

 

São nove artistas, todos eles portugueses, com estilos bem diferentes, mas com um gosto comum: a fotografia. E é essa diversidade de estilos que pode agora ser apreciada.

Até agora, recorda o presidente da Junta de Freguesia de Milheirós, Mário Gouveia, esteve patente uma exposição de pintura e escultura, onde estavam três artistas espanhóis. E a ideia, acrescenta, foi abrir esta bienal ao país vizinho no sentido de ser um ponto de partida para uma possível geminação que o autarca considera ser importante. “Era interessante fazer-se aqui em Milheirós uma geminação com a Câmara de Porriño, na Galiza, principalmente pela proximidade que nós temos com a Galiza que nos permite, rapidamente e com baixos custos, levar os nossos jovens e os menos jovens a manterem o contacto com uma cultura diferente”, justifica. Por isso, este ano surgiu a ideia de criarem a bienal luso-espanhola mas com a ambição principal é partir para uma geminação.

De acordo com Mário Gouveia, os contactos estão feitos mas também pretendem uma linha de abertura e globalidade em relação ao exterior. “Acho que nós temos muitas afinidades com a Galiza, o que nos permite, de certa forma, uma contacto próximo”, acrescenta.

Segundo o presidente da Junta de Freguesia de Milheirós essa vontade de firmar uma parceria também existe por parte dos espanhóis. “Apesar de os espanhóis terem um conceito administrativo diferente do nosso e das nossas câmaras municipais este contacto cultural e desportivo é também para eles interesse e por isso nós iremos receber, ainda este mês, o presidente da Câmara de Porriño para continuarmos os contactos que fizemos em Dezembro do ano passado”, contou.

Estão apenas a esperar que os espanhóis ajustem a data mas querem que ele visite a junta de freguesia porque muitas vezes a ideia que existe da parte deles, garante, é que as juntas “são um pouco as paróquias espanholas e não tem nada a ver”. Mas a partir dessa visita dos espanhóis poderá então chegar-se a acordo quanto à geminação, que a acontecer já deverá ser com o próximo presidente da Junta de Freguesia de Milheirós.

Isabel Fernandes Moreira