Carlos Luís Ramalhão apresenta obra de ano bissexto “366”

0
289
- Publicidade -

Carlos Luís Ramalhão apresenta no dia 26 o livro “366”. Será no Porto, na Livraria Flâneur, pelas 16h00. Posteriormente, dia 2, irá lançar a obra em Lisboa.

O autor vive na Maia, onde cresceu e onde a família tem as suas raízes “bem fundas”, como o próprio refere. Nasceu em Manchester em 1980. É licenciado em Jornalismo e Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto e mestre em Writing for the Media, pela Bournemouth University, em Inglaterra. Para além de escritor de poesia e prosa, é jornalista, argumentista, copywriter, tradutor, voz off e artista plástico.

“366” é uma obra construída, todos os dias, verso a verso, ao longo do ano bissexto de 2016. Foi publicado diariamente numa página do Facebook, numa “perspetiva crítica das banalidades que ali se produzem e se divulgam, assumindo no entanto, sem rodeios, a preponderância daquela plataforma nos tempos que correm”, declara o autor.

Como a obra não podia ficar por ali, afirma Carlos Ramalhão, eis que “renasce em livro, material mais eterno do que o espaço faminto de erosão das redes sociais. Em edição de autor, pois claro, que este país não é para poetas novos!”

Publicar em livro foi sempre um objetivo, não apenas para este projeto. No entanto, Carlos Luís Ramalhão confessa ter mantido, ao longo de muito tempo, uma resistência à publicação por outra via que não a tradicional, através de uma casa editorial. Tudo porque a sua vontade era ver a obra ratificada pelo olho clínico dos editores, aprovada pela qualidade e não apenas porque havia dinheiro para investir. Após algumas tentativas falhadas, algumas delas “esbarradas em portas que nem sequer se abriram” para o ouvir, Carlos Luís Ramalhão decidiu-se pela edição de autor. A obra seria então avaliada pelo público, aquele a quem ela conseguir chegar.

O poeta encarregou-se do design gráfico, da paginação e das próprias fotografias que servem de capa, contracapa e separadores do livro. As imagens foram selecionadas de um conjunto de retratos da autoria de Carlos Luís Ramalhão, tirados, não por acaso, em 2016.

- Publicidade -