Concerto pela vida em Milheirós

0
164


O auditório da Junta de Freguesia de Milheirós acolheu, no passado sábado, um concerto de solidariedade, integrado no movimento Um Dia pela Vida, cuja responsável em Milheirós tem sido Rosa Maria Castro Lopes, uma voluntária que reuniu à sua volta, um grupo de jovens dinâmicos que a têm acompanhado, dando corpo a várias iniciativas que têm sido coroadas de êxito, quer na recolha de fundos, como no plano social, pela elevada mobilização alcançada em diversas iniciativas, caracterizadas por uma certa simplicidade, mas muito populares, na aceitação que tiveram a nível local.
Este momento solidário foi protagonizado pela banda local, Original Vibes, constituída pelo Alfredo, Rafael e André, três talentosos jovens que interpretaram algum do seu repertório original e alguns “covers”.
A segunda parte do concerto foi integralmente preenchida pelo Coral Infantil Municipal dos Pequenos Cantores da Maia que levaram ao público de Milheirós, canções do seu repertório tradicional e de temas da rapsódia popular portuguesa.
Quase no final, Irene Vicente, activista do movimento Um Dia pela Vida, acedendo ao convite do Maestro dos Pequenos Cantores da Maia, Victor Dias, seu antigo aluno, subiu ao palco para explicar ao público o espírito que preside a esta organização, informando em detalhe o programa para o grande dia que encerra a mobilização de todo o concelho e que terá lugar amanhã, dia 17 de Abril, nas ruas e praças da cidade da Maia.

Concerto solidário do GAS Porto

Entretanto, o GAS Porto, uma instituição de acção social solidária, constituída por jovens estudantes da Universidade do Porto, sediado na Faculdade de Engenharia, vai promover também amanhã às 15h30, no auditório do ISEP, um concerto solidário com os Pequenos Cantores da Maia, especialmente dedicado às crianças desfavorecidas da região, após o que distribuirá um lanche a todos os pequenos espectadores.
Este evento é um dos primeiros do género que o GAS Porto leva a cabo na sua cidade, depois de ter concluído uma série de projectos de assistência social em Timor e Moçambique, onde continua a desenvolver diversas acções, no âmbito da ajuda humanitária e solidariedade social.