Escultura de Robert Schad vai homenagear “alma empreendedora” da Maia

0
637
imagem de arquivo da exposição em junho de 2017
- Publicidade -

A Praça Doutor José Vieira de Carvalho, fronteira ao município da Maia, vai receber já este mês a escultura ‘Zmork’ para a Maia, da autoria de Robert Schad. Com 15 metros de altura, a escultura homenageia a alma empreendedora da Maia.

António Silva Tiago, presidente da Câmara Municipal, afirma que “a decisão de fazer a escultura foi tomada em 2019 e o Município, como pessoa de bem, honrou o compromisso assumido, tanto mais que o objeto é produzido por uma empresa maiata. Assim, não só qualificamos o espaço público como apoiamos o tecido empresarial da Maia”.

Com obra representada um pouco por todo o mundo, mas especialmente em França e Alemanha, Robert Schad é o autor da Cruz Alta, o maior crucifixo do mundo que está implantado no Santuário de Fátima.

O fabrico desta obra emblemática foi também assegurado por uma serralharia maiata. A Indimesa, empresa de Milheirós, constrói a obra a colocar na praça do Município e tem igualmente produzido outras obras concebidas pelo autor para o espaço público de cidades alemãs.

O próprio artista fala da escultura ‘Zmork’ para a Maia, como “representando as forças positivas presentes na alma urbana e empreendedora desta cidade. Três braços envolvem um novelo de aço e erguem-no nos ares. As barras de aço da escultura crescem naturalmente, como uma planta que se ergue do solo. São um corpo de braços erguidos, uma bailarina em pontas que dança no largo principal da cidade. Apesar de ser rígida e pesar muitas toneladas, visualmente a escultura transmite leveza e movimento, um movimento que se detêm por um instante no momento do nosso olhar. O tempo dominado pelo aço, parecendo estático”.

Instalação estética de Schad em 2017 na Maia

Recordamos que entre junho de 2017 e março de 2018, Robert Schad expôs três dos seus conjuntos escultóricos na Praça Dr José Vieira de Carvalho. Peças em aço maciço.

Robert Schad é um escultor alemão nascido na cidade de Ravensburg e que veio para Portugal estudar, após ter conseguido uma bolsa na Escola Superior de Belas Artes do Porto, acabando por ficar no nosso país. Atualmente partilha residência entre Portugal e França.

- Publicidade -