Grupo Regional de Moreira da Maia comemora Bodas de Diamante

0
188

Um chão novo para a sede social foi um dos presentes que recebeu o Grupo Regional de Moreira da Maia no encerramento das comemorações das Bodas de Diamante. A somar à presença de duas centenas de pessoas no jantar de gala do passado sábado. O palco escolhido foi o mesmo da fundação do grupo há 75 anos: o Celeiro dos Cónegos – Quinta do Mosteiro.

Num espaço decorado com tons garridos e ornamentado por velas, juntaram-se em mesas redondas actuais e antigos componentes do grupo para confraternizarem e recordarem os principais momentos da história do Grupo Regional de Moreira da Maia.

“Essa era a maior alegria que o grupo regional tinha”, confessa a presidente da direcção, destacando a vontade de juntar várias gerações da colectividade. Essa alegria foi concretizada. Aliás, até foram mais os interessados em marcar presença do que o espaço disponível, obrigando a organização a recusar inscrições devido à lotação do salão. Considera Lucília Santos que essa adesão “foi um incentivo para os componentes actuais e, para os ex-componentes, poderem participar e reviver e ainda agradecer-nos por nos lembrarmos deles e eles poderem reviver um pouco do seu passado no grupo regional”.

Foi para promover esse regresso ao passado e a viagem pelas memórias do grupo que, durante o jantar do dia 28, foram exibidas imagens dos momentos mais marcantes dos 75 anos de existência do grupo e que Lucília Santos diz ter sido “muito, muito bem marcantes”.

Para além de actuais e antigos componentes, esteve representada nesta jantar de gala a Federação do Folclore Português (FPF), tendo realçado “a categoria do grupo, dizendo que não era um grupo qualquer que estava a festejar os 75 anos, mas sim um grupo com muita qualidade, a nível nacional”. Lucília Santos destaca ainda as presenças de diversos presidentes de junta, para além da Vila de Moreira da Maia, deputados da Assembleia Municipal da Maia, membros do INATEL e da FFP, da Santa Casa da Misericórdia da Maia e ainda dos bombeiros voluntários.

Da Câmara Municipal da Maia participaram no jantar de gala das bodas de diamante vereadores e o próprio presidente, Bragança Fernandes, que homenageou todos os componentes com uma medalha alusiva à data e ainda uma para colocar na sede social. Mas da autarquia a principal novidade foi o anúncio de requalificação da sede, com a colocação de um novo piso “para dançarmos mais à vontade”, reconhece a presidente, recordando os perigos de queda no chão de cimento.

As comemorações dos 75 anos do grupo já tinham arrancado em Maio, com a realização do Festival da Primavera, na Quinta do Mosteiro. Seguiu-se o Festival Nacional de Folclore (no âmbito das festas do concelho), o 3º Festival Internacional Moreira 2009, a Feira das Tradições, Raízes e Culturas, a Desfolhada e Arraial Maiato e o S. Martinho. Grande parte das actividades já vem sendo promovida em anos anteriores, mas este ano mereceram “outra quantidade e outra qualidade que não podemos fazer noutros anos”. Foi um esforço e um investimento adicionais, por ser “um ano muito especial”. Lucília Santos descreve com a palavra “êxito” tudo o que foi feito ao longo do ano para comemorar as bodas de diamante.

Marta Costa