I Festival de Folclore Infantil de S. Pedro Fins

0
323
Grupo Folclórico Infanto-juvenil S. Pedro Fins
- Publicidade -

«Feliz a criança que conhece o encanto, a cultura, a liberdade e outras coisas que puderam ser admiradas e transmitidas pelos nossos antepassados, através do Folclore!», refere Alvarinho Sampaio, presidente da Junta de Freguesia de S. Pedro Fins.

«É com alegria e enorme sentido de responsabilidade» que o Grupo Folclórico Infanto-Juvenil de S. Pedro Fins anuncia a realização do seu primeiro Festival de Folclore Infantil, agendado para o último domingo de maio, dia 27, com início às 14h30, no largo do Souto.

De realçar que, sendo um evento organizado para «elevar a simbiose entre a cultura local e as crianças e jovens da freguesia», os restantes grupos convidados são também infanto-juvenis: Escola de Folclore da Casa do Povo de Almeirim (Ribatejo), Rancho Infantil e Juvenil da Vila de Pico de Regalados e Rancho Folclórico Infantil e Juvenil do Grupo Cultural e Recreativo de Ardegães.

O Grupo Folclórico Infanto-Juvenil é um dos mais recentes projetos culturais da Junta de Freguesia de S. Pedro Fins, já que foi fundado a 20 de outubro de 2017, com o intuito de representar as tradições e costumes da Freguesia e do concelho da Maia. A região de S. Pedro Fins pertence, atualmente, à divisão etnográfica do Douro Litoral Norte. O grupo conta com 25 dançadores, com idades compreendidas entre os dois e os catorze anos, sendo ainda acompanhado por uma tocata constituída por acordeão, viola, cavaquinho, bombo, ferrinhos e reco-reco.

Apresenta ao seu público as principais brincadeiras que se realizavam nos finais do século XIX e inícios do século XX, assim como modinhas infantis da mesma altura.

O grupo de trabalho é constituído por elementos com ligações ao folclore maiato, grupo esse que tem desenvolvido um rigoroso processo de investigação, com o objetivo de garantir a autenticidade e fidedigna representação da cultural local.

- Publicidade -