Maia associou-se ao hino “Todos por Um” da autoria de Pedro Abrunhosa

0
206

Com letra e música de Pedro Abrunhosa, “Todos por um” é um apelo urgente à necessidade de nos unirmos em prol do alcance das metas estabelecidas para cada um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) definidos pela Organização das Nações Unidas até 2030.

O Município da Maia juntou-se ao lançamento do tema, “empenhado na promoção de um mundo mais justo, digno, inclusivo e sustentável”.

O desafio foi lançado ao compositor e cantor português, Pedro Abrunhosa, pela campanha Rumo a 2030, que está empenhada em contribuir com ações concretas para o sucesso da Agenda 2030. Trata-se de uma campanha implementada em Portugal pelo Instituto Marquês de Valle Flôr (IMVF) e pelos membros da Rede Intermunicipal de Cooperação para o Desenvolvimento (RICD), da qual o Município da Maia faz parte. A campanha é financiada pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P.

Lançada no Dia Mundial da Justiça Social, no sábado apssado, a música “Todos por um” pretende incentivar à ação e à mobilização em prol de um mundo mais justo, digno, inclusivo e sustentável, apostando no poder de transformação social que a música tem. É também uma forma de contribuir para o conhecimento dos cidadãos sobre a importância da ação local para a concretização dos ODS, motivando-os a agir em prol do Desenvolvimento Global.

A Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas resulta de um trabalho conjunto de governos e cidadãos de todo o mundo para criar um modelo global para acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar de todos, proteger o ambiente e combater as alterações climáticas.

A Câmara da Maia já tem vindo a divulgar em diversas iniciativas junto das escolas que esta Agenda integra 17 Objetivos alicerçados em 169 metas, que são os passos identificados para a garantia de um mundo mais justo, digno, inclusivo e sustentável.

Vídeo Todos Por Um:
https://rumoa2030.pt/todos-por-um/

Todos por Um

Letra e Música: Pedro Abrunhosa | Vídeo: Gustavo Lopes Pereira, Âmago

Já não temos muito tempo
P’ra virar o bico ao prego,
Pr’acender o pensamento pr’a despir esse nó cego,
Todos por um
Todos todos por um.
Quando a’alma fala por dentro
O corpo dá-se ao manifesto
Já não temos muito tempo p’ra fugir deste deserto,

Todos por um
Todos todos por um.
Tentação,
Tentação,
Uns dias fáceis
Outros não.
Tentação,
Tentação,
Chegar ao topo,
Com os pés no chão
Ai, Tentação..

Todos por um.
Todos por um
Todos todos por um,
Todos por um
Todos todos por um.

Já não temos muito tempo
Para tempo tirado à sorte
Chegar ao fim do futuro sem visto no passaporte.

Todos por um
Todos todos por um.

Nem o tempo está parado
Nem o mal anda sozinho
Nem o bem está traçado pela força do destino.

Todos por um
Todos todos por um.

Tentação,
Tentação,
Uns dias fáceis
Outros não.
Tentação,
Tentação,
Chegar ao topo,
Com os pés no chão
Ai, Tentação..

Todos por um.
Todos por um
Todos todos por um,
Todos por um
Todos todos por um.
Todos por um fio.