Maia volta a sorrir para o Jazz a 12 e 13 de setembro

0
210

O Auditório Exterior do Fórum da Maia vai receber um encontro de Jazz de dois dias, 12 e 13 de setembro.

Os concertos estão agendados para os dias 12, às 18h00 e às 21h30, e no dia 13, às 18h00 e irão trazer atuações de Filipe Teixeira Trio Tao, João Martins Quarteto “Hundred Milliseconds” e Mazam “Land”.

O Auditório Exterior do Fórum da Maia, é o palco escolhido pela Divisão de Cultura da Câmara Municipal da Maia, para o evento que tem como objetivo oferecer um momento cultural distinto a todos os amantes de música jazz mas sempre com uma forte componente “cool”.

Recorde-se que a Maia tem vindo a realizar em anos anteriores no mês de junho o festival Jazz no Parque, que costumava ter lugar no Parque Central da Maia. Neste ano, afetados pela pandemia, o certame não se realiza nos moldes anteriores.
 
A entrada para os três concertos é livre, mas com lotação limitada.
O Fórum da Maia apela a todos os participantes que cumpram as orientações da DGS e respeitem as distâncias.

Programa detalhado:

Sábado, 12 de setembro, 18h00
FILIPE TEIXEIRA TRIO
“TAO”

O trio que toca “Tao”, liderado pelo contrabaixista Filipe Teixeira, toma proverbialmente a estrada do Clubedo, assumindo como parte do seu caminho um momento que pede uma solenidade devida: o lançamento do novo longa-duração, homónimo, a ser editado com o Carimbo Porta-Jazz.
O trio existe num equilíbrio entre o saxofone alto de João Mortágua, a bateria de Acácio Salero e as cordas de Filipe Teixeira, também compositor, numa relação simbiótica justamente epitetada pelos próprios como Yin, Yang e o S que define a sua relação e a sua sonoridade. Que, acrescentamos, não os separa, mas os distingue e os movimentou na direção deste ciclo.

João Mortágua – saxofone alto
Acácio Salero – bateria
Filipe Teixeira – contrabaixo
 
Sábado, 12 de setembro, 21h30
JOÃO MARTINS QUARTETO
“HUNDRED MILLISECONDS”

“Hundred Milliseconds” surge da crescente necessidade de João Martins dar vida a algumas músicas que iam sendo guardadas na pasta “Ideias, temas e afins” do seu computador, há já alguns anos.
Por diversos motivos foram-se adiando os contactos, os ensaios, os concertos… As condições reuniram-se e a altura chegou de colocar o projeto em andamento.
Será Jazz? Será Rock? Serão improvisações? Será caos ou silêncio? Será tudo isto junto e misturado? Para já… são simplesmente cerca de 20 anos de experiências musicais resumidas num número de temas que fazem parte de um conceito, As Primeiras Impressões, e que finalmente ganharam vida e saíram da pasta.

Fábio Almeida – Saxofone Alto e Tenor
Gabriel Neves – Saxofone Soprano e Tenor
Nuno Trocado – Guitarra
João Martins – Bateria
 
Domingo, 13 de setembro, 18h00
MAZAM
“LAND”

No seu mais recente projeto de originais, João  Mortágua explora as características do quarteto com piano, juntando-se a uma emblemática secção rítmica, em prol de um produto fresco e apurado. Sem filtros, chora-se a mágoa da beira-mar e ri-se face à alegria na montanha. De tudo e nada é feito este espaço. O álbum foi gravado por Miguel Ângelo no Casa do Miguel Studio e masterizado por João Bessa. Em “Land” ouve-se João Mortágua nos saxofones alto e soprano, Carlos Azevedo ao piano, Miguel Ângelo no contrabaixo e Mário Costa na bateria.

Carlos Azevedo – piano
Miguel Ângelo – contrabaixo
Mário Costa – bateria
João Mortágua – saxofone