Medicina com arte no Fórum da Maia

0
139

O Fórum da Maia recebe, até hoje, sábado (17/10), o XVI Encontro do Internato de Medicina Geral e Familiar da Região Norte, com o apoio da Administração Regional de Saúde do Norte e do Colégio de Especialidade da Ordem dos Médicos. Em cima da mesa está a partilha de saberes e experiências e o debate de ideias sobre áreas que a organização considera importantes nos cuidados primários de saúde. A ocupar o pequeno auditório do Fórum maiato vão estar cerca de 200 médicos internos da especialidade.

Um dos responsáveis pelo encontro e médico interno de Medicina Geral e Familiar, Miguel Azevedo, considera que o certame "se tem pautado por uma tentativa de aumentar a qualidade da formação médica contínua". Durante os três dias de encontro, vai ser possível aos médicos internos apresentar trabalhos e comunicações, assim como assistir a palestras no âmbito dos cuidados primários na Medicina, algo que demonstra "a saudável crescimento das competências de investigação na Medicina Geral e Familiar", considera Miguel Azevedo. Este ano, e ainda de acordo com Miguel Azevedo, "o enfoque vai para a saúde infantil, com algumas apresentações sobre ortopedia e cirurgia infantil".

A arte da medicina

Mas nem só de medicina é feito o encontro. Nas galerias do Fórum da Maia está patente uma exposição de arte que, de acordo com comunicado da organização do evento, se destina "a divulgar e promover "artistas médicos" de todas as áreas que desejem participar com as suas obras de arte". E ao longo das paredes do fórum, é possível ver arte em várias formas, como pintura, acrílico, aguarela, óleo, escultura, fotografia, entre outras. Para Miguel Azevedo, esta é uma forma de "abrir os braços para fora do encontro". E não são artistas completamente amadores, já que "têm participado já noutras mostras de arte noutros espaços", revela. Junta-se assim, pela primeira vez neste encontro, "a vertente cultural à vertente científica", conclui Miguel Azevedo.