Organização do Fantasporto estuda alternativa para realização de evento

0
198
foto canva
- Publicidade -

A edição deste ano do Fantasporto deverá ser adiada, a confirmar-se a renovação do estado de emergência e a continuidade das medidas de prevenção de contágio da covid-19, anunciou esta quarta-feira a organização.

“O ‘lockdown’ que será renovado não vai seguramente permitir a realização do Fantasporto nas datas previamente anunciadas. Para garantir a sua concretização ainda no Rivoli, foi criada uma programação alternativa a ter lugar entre 01 e 07 de março, altura para a qual se poderá prever o levantamento do confinamento atual. Admite-se se tal acontecer a permissão, a partir do início de março, para que os teatros e cinemas possam reabrir”, pode ler-se num comunicado ontem divulgado.

Há um mês, o Fantasporto anunciou que estaria de regresso ao teatro municipal Rivoli entre 23 de fevereiro e 07 de março, para uma 41.ª edição em modo presencial.

No comunicado agora divulgado, a organização garante que o evento não será cancelado nem transformado numa edição ‘online’, estando a estudar uma alternativa para a eventual impossibilidade de também vir a realizar-se entre 01 e 07 de março.

Segundo o anúncio de programação feito em janeiro, a abertura oficial seria feita com um clássico, no caso “Morte em Veneza”, de Luchino Visconti, a propósito dos 50 anos da sua produção, enquanto o encerramento estaria a cargo de “No Man’s Land”, de Conor Allyn.

A secção oficial de cinema fantástico do 41.º Fantasporto inclui filmes como “O Derradeiro Julgamento”, de Neil Marshall, “Tem Minutes to Midnight”, de Erik Bloomquist, e “O Cemitério das Almas Perdidas”, do brasileiro Rodrigo Aragão, entre outros.

O atual período de estado de emergência para permitir medidas de contenção da covid-19 termina às 23:59 do próximo domingo, 14 de fevereiro.

A Assembleia da República tem uma sessão plenária marcada para hoje para debater a provável renovação do estado de emergência.

- Publicidade -